uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Quatro mil reclamam obras urgentes na escola básica de Vialonga
QUEIXAS. Associação de pais formalizou a entrega de um abaixo-assinado com quatro mil assinaturas reclamando obras na EB23 de Vialonga

Quatro mil reclamam obras urgentes na escola básica de Vialonga

Associação de pais entregou documento ao executivo municipal. Município de Vila Franca de Xira tem forte expectativa de assinar este ano um contrato-programa com o Governo para avançar com as obras e ser depois ressarcido do investimento.

Edição de 12.01.2017 | Sociedade

Foram reunidas em abaixo-assinado, pela associação de pais da escola básica dos segundos e terceiros ciclos de Vialonga, mais de quatro mil assinaturas para pressionar o Governo a intervir naquela escola, que tem falta de condições para os alunos.
O documento com as assinaturas foi entregue ao executivo municipal na última reunião pública do executivo da Câmara de Vila Franca de Xira, realizada precisamente em Vialonga. José Luís Vieira, presidente da associação de pais, lembrou que os encarregados de educação “estão cansados de esperar” por soluções e que só o “trabalho exemplar” dos professores e funcionários tem evitado males maiores. A escola é da responsabilidade do Ministério da Educação.
O vice-presidente do município, Fernando Paulo Ferreira (PS), explica que a câmara está empenhada em estabelecer um contrato-programa com o Governo em que avança com as obras e será depois ressarcida do investimento realizado, havendo “uma grande expectativa” de que o documento virá a ser concretizado.
“Há trabalhos de melhoria que são urgentes e têm de avançar, como o alargamento para reduzir os horários duplos e a elevada pressão de alunos. Esperamos todos ter este contrato programa assinado nos próximos tempos”, referiu Fernando Paulo Ferreira. O autarca lembrou que o investimento “será o possível” e que por isso haverá tempo para no futuro se ir discutindo com a comunidade educativa outros detalhes da obra.
Além da chuva que cai dentro das salas, pequenas demais para as turmas, há falta de climatização adequada e salas maiores para acabar com os horários duplos. Os pais queixam-se de recreios e pátios exteriores em mau estado, falta de computadores e outros equipamentos de ensino adequado e redes metálicas que ameaçam cair no recinto desportivo. Há mesmo quem considere “uma vergonha” o estado em que se encontra a escola, onde parte do pátio está ocupado com contentores onde alguns alunos têm aulas.
Numa reunião realizada a 30 de Novembro, a associação de pais já tinha aprovado por unanimidade uma moção em defesa da melhoria da educação na freguesia de Vialonga. A escola é frequentada por 1100 alunos.

Quatro mil reclamam obras urgentes na escola básica de Vialonga

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...