uma parceria com o Jornal Expresso
22/08/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa

Municípios da região já estão a utilizar veículos amigos do ambiente

Municípios da região já estão a utilizar veículos amigos do ambiente

O MIRANTE falou com alguns autarcas e empresários da região que partilham a opinião que os carros eléctricos são cada vez mais importantes. A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), em parceria com o ACES (Associação de Centros de Saúde), vai reforçar o serviço de atendimento de proximidade aos utentes no ACES do Médio Tejo com onze viaturas eléctricas. Os veículos deverão chegar no próximo mês de Junho. A parceria decorre no âmbito de uma candidatura a Unidades Móveis de Intervenção Precoce/Unidades Móveis para Cuidados de Saúde na Comunidade. Os municípios adquirem os veículos e cedem-nos à entidade de saúde.
O presidente da Câmara de Coruche diz que o seu município já adquiriu duas viaturas de recolha de verdes e papelão para utilização na área urbana da vila e que está a observar o comportamento de varredouras 100 por cento eléctricas para, quando houver oportunidade, adquirir algumas.
“Os carros eléctricos têm cada vez maior autonomia e a rede de postos de carregamento está a crescer”, afirma Francisco Oliveira que se declara um adepto daquelas viaturas. “Já experimentei e gostei”.
Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara de Santarém, refere que o município concorreu a um programa comunitário para adquirir viaturas de limpeza e que está a estudar a possibilidade de as mesmas serem eléctricas.
O autarca explica também que o município aderiu ao “Pacto dos Autarcas” e que este obriga a que nos próximos anos a autarquia tenha cerca de 20 por cento de frota eléctrica.
A Câmara de Alcanena também se candidatou para renovar a sua frota para serviços na área do ambiente com viaturas eléctricas e entretanto adquiriu dois veículos eléctricos, de duas rodas, para percursos curtos. “A intenção é ir apostando aos poucos neste tipo de veículos. Há a possibilidade dos municípios da CIMT (Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo) fazerem uma aquisição conjunta de modo a que os preços fiquem mais acessíveis”, destaca a presidente do município, Fernanda Asseiceira. O município de Vila Franca de Xira já possui alguns veículos híbridos (movidos a electricidade e combustível). O objectivo é contribuir para minimizar o impacto negativo no meio ambiente com uma menor emissão de dióxido de carbono. O presidente da autarquia considera ser importante dar o exemplo de modo a sensibilizar os cidadãos para as questões ambientais.
“Apesar das vantagens ambientais, os carros eléctricos ainda têm algumas desvantagens como a sua autonomia e os tempos e locais de cargas e os custos de aquisição. No entanto, acredito que, com as constantes evoluções tecnológicas, estes factores vão ser ultrapassados em breve fazendo com que os veículos eléctricos venham a tornar-se uma opção de futuro”, sublinha Alberto Mesquita.
O autarca explica que o seu concelho está a trabalhar para implementar mais postos de carregamento através de uma candidatura a Fundos Comunitários no âmbito do Portugal 2020. A intenção é, numa primeira fase, instalar cinco postos de carregamento em Alverca do Ribatejo junto à estação de comboios.
Também o presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, confessa a
O MIRANTE que gostava que o seu município estivesse em condições financeiras para poder aderir a estes novos sistemas de mobilidade que “ambientalmente são muito mais sustentáveis. Julgo que este é o caminho para o futuro e com todo o avanço tecnológico que vamos verificando leva-nos a perceber que o futuro é ter apenas carros eléctricos e mais amigos do ambiente”, defende.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1312
    16-08-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1312
    16-08-2017
    Capa Médio Tejo