uma parceria com o Jornal Expresso
26/07/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa

Personalidades do Ano confessaram que os prémios são um grande estímulo

1 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Personalidade do Ano 2016 - Pilar del Río

2 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Personalidade do Ano 2016 - Pilar del Río

3 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Prémio Vida - António Cruz Costa

4 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Prémio Vida - António Cruz Costa

5 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cidadania - Centro de Recuperação Infantio Torrejano (CRIT)

6 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cidadania - Centro de Recuperação Infantil Torrejano (CRIT)

7 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Tauromaquia - Grupo de Forcados Amadores de Tomar

8 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Tauromaquia - Grupo de Forcados Amadores de Tomar

9 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Desporto - Associação de Futebol de Santarém

10 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Desporto - Associação de Futebol de Santarém

11 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Desporto - Inês Henriques

12 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Desporto - Inês Henriques

13 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Associativismo - ARCAS

14 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Associativismo - ARCAS

15 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Título Póstumo - Odete Silva

16 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Título Póstumo - Odete Silva

17 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Política - Pedro Ribeiro

18 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Política - Pedro Ribeiro

19 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Política - Anabela Freitas

20 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Política - Anabela Freitas

21 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cultura - Cegada

22 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cultura - Cegada

23 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cultura - Conservatório de Música de Santarém

24 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Cultura - Conservatório de Música de Santarém

25 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Nacional - Rui Vitória

26 / 26
Premiados do Prémio Personalidade do Ano 2016

Nacional - Rui Vitória

Trabalham para ser sempre melhores e quando isso é reconhecido ficam felizes. Bom humor, partilha de histórias, orgulho, alegria e muita emoção, nomeadamente durante a homenagem póstuma a Odete Silva, a deputada e presidente da direcção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria que faleceu o ano passado com 44 anos de idade

A edição deste ano da gala de entrega dos prémios Personalidade do Ano de O MIRANTE, realizada no Cartaxo na noite de quinta-feira, 2 de Março, contou com uma grande variedade de discursos e agradecimentos dos premiados e foi pautada por momentos de alegria, emoção e comoção.
A noite abriu com a entrega do prémio Personalidade do Ano - Nacional, ao treinador de futebol, Rui Vitória (página 9) e terminou com a entrega do prémio Personalidade do Ano a Pilar del Río, Presidenta da Fundação José Saramago, que tem um pólo na Azinhaga, aldeia natal de José Saramago (ver outro texto neste suplemento).
Em relação aos restantes prémios os primeiros foram os da cultura, com um dos primeiros discursos da noite a ser o de Beatriz Martinho, do Conservatório de Música de Santarém, que garantiu que foi “uma homenagem que nunca mais será esquecida”.
A dirigente lembrou o clima criativo que se vive naquela instituição que disse ser “um segundo céu” e um “turbilhão de aprendizagem”. Recordando o já falecido mestre Fernando Alvim, a dirigente garantiu “continuar a lutar para que a escola seja reconhecida em Santarém, na região e no país” e confessou ser “um orgulho” manter viva uma história de sucesso artístico que se escreve todos os dias.
Ainda na Cultura foi distinguido o Cegada Grupo de Teatro, de Alverca, concelho de Vila Franca de Xira, pelo papel que tem tido na oferta de programas culturais à população daquele concelho. Rui Dionísio, director-artístico daquela entidade, não perdeu a oportunidade de perguntar se o envelope do prémio que fora atribuído ao Cegada estava correcto, numa alusão à embaraçosa troca de envelopes ocorrida na recente gala dos Óscares, os prémios do cinema norte-americano. “Têm a certeza que o prémio é mesmo para o grupo de teatro Cegada? Não houve troca de envelopes?”, perguntou, provocando o riso da plateia.
Depois o tom foi mais sério. “As ferramentas de apoio à criação artística lançadas pelo Governo não têm sido usadas como esperado”, lamentou. Por isso apelou a uma “reflexão conjunta” sobre a importância e o papel da cultura nos tempos que correm. Isto enquanto agradeceu a todos os que, ao longo dos anos, foram passando pelo Cegada. “Os artistas podem viver com pouco dinheiro mas de certeza que não vivem sem público e por isso o nosso maior agradecimento é mesmo para o nosso público”, vincou.

“Não sou presidente de câmara. Eu estou presidente”
Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar, recebeu o prémio Personalidade do Ano na área da Política Feminino. Evocando um antigo cartoon alusivo às novas tecnologias, a autarca ironizou dizendo que actualmente também se vivem dias em que “qualquer cão se senta atrás de um teclado”, numa alusão aos ataques nas redes sociais de que muitas vezes os políticos são vítimas.
A autarca referiu-se também à visão dos cidadãos mais pessimistas e menos pessimistas e fez alusão ao conhecido exemplo dos que vêm o copo meio cheio e dos que o vêm meio vazio. “Noventa e nove por cento das vezes só ouvimos as pessoas falar do que está mal e muito raramente do que está bem. Temos de ter uma boa atitude e ver o copo meio cheio”, lembrou.
Ainda na política, Pedro Ribeiro, presidente da Câmara de Almeirim, recebeu o galardão de Política Masculino e lembrou os tempos em que frequentava a cerimónia de O MIRANTE vendo autarcas que foram as suas referências serem distinguidos. “Receber este prémio é um momento de grande alegria e estou bastante sensibilizado”, confessou. Agradeceu aos que o acompanham na câmara por conseguirem “aturá-lo”, assumindo ser “chato e teimoso”. Elogiou também os seus amigos e colaboradores mais próximos que diz ouvir com atenção. “É fácil ficarmos deslumbrados pelo cargo e por isso é importante termos por perto quem nos chame a atenção para o que não está bem”, disse.
O galardão Personalidade do Ano na área do Associativismo foi entregue à ARCAS – Associação Recreativa e Cultural de Samora Correia, concelho de Benavente, actualmente dirigido, na maioria, por mulheres. Dora Coutinho lembrou os dirigentes que se empenharam pela associação e já não estão presentes. “Sei que iriam ficar orgulhosos”, lembrou, ao mesmo tempo que notou que “a igualdade de género não se alcança com quotas mas sim com dedicação”. Defendeu que o associativismo não se explica, vive-se com paixão e que por isso “quando se trabalha com paixão não se esperam prémios” mas que estes sabem bem.

Maior aplauso da noite para Odete Silva
O esgotado Centro Cultural do Cartaxo aplaudiu de pé, demoradamente, a memória de Odete Silva, da Póvoa de Santa Iria, concelho de Vila Franca de Xira, homenageada a título póstumo por O MIRANTE. Rui Rei, vereador daquele município, que era casado com a deputada, não conteve as lágrimas enquanto apelava a todos os presentes para “não perderem tempo com coisas que não são importantes”.
O autarca lembrou a necessidade de todos “estarem atentos aos sinais” que podem fazer a diferença e admitiu que a homenagem “foi justa” por tudo o que Odete Silva fez pelo seu país, região e comunidade, incluindo “os bombeiros da Póvoa de Santa Iria de que foi presidente e a sua banda, que ela tanto amava”.
A personalidade seguinte a subir ao palco foi a marchadora olímpica Inês Henriques, de Rio Maior, a quem foi atribuído um dos prémios Personalidade do Ano - Desporto Feminino. “Sabe bem vermos o reconhecimento de todo o nosso empenho”, frisou, agradecendo ao treinador pelo sucesso alcançado. Lembrou também que as derrotas também são importantes porque nessas alturas ela descobriu que ainda era mais forte do que pensava. “Sou uma privilegiada por fazer o que gosto”, afirmou.
O galardão Desporto Masculino foi entregue à Associação de Futebol de Santarém com Francisco Jerónimo a agradecer a “honra” de ser distinguido por um “jornal tão prestigiado” como O MIRANTE. “São os clubes que, através de dirigentes que fazem um trabalho anónimo, permitem que se preste um verdadeiro serviço público para os jovens praticarem desporto”, lembrou.
O galardão Tauromaquia foi entregue ao Grupo de Forcados Amadores de Tomar, com Marco Jesus, cabo do grupo, a dizer que o grupo sentia um “orgulho muito grande” pela distinção e que a mesma era motivadora. “Queremos continuar a valorizar as nossas raízes e a nossa cultura”, garantiu.
No que toca à Cidadania foi distinguido o CRIT – Centro de Reabilitação e Integração Torrejano, com José Faustino, presidente daquela entidade, a destacar o “esforço e dedicação” de todos os profissionais do CRIT em prol da melhoria das condições de vida dos utentes e da sua reinserção social.
O empresário António Cruz Costa, eleito como Personalidade do Ano Vida, disse que receber um prémio era algo “que estava longe das expectativas” porque sempre se limitou a trabalhar. “Não me considero um empresário de sucesso. Isso não existe. No mundo empresarial o que conta é a regularidade. Podemos receber um prémio hoje e amanhã as coisas correrem mal. Na minha vida optei sempre por ser sério e manter uma postura em que nunca me vi como principal elemento mas como mais um elemento de um todo”, afirmou. António Cruz Costa lembrou também o papel determinante dos empresários enquanto motores de desenvolvimento económico e social dos concelhos onde estão implantados.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1308
    19-07-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1308
    19-07-2017
    Capa Médio Tejo