uma parceria com o Jornal Expresso
26/04/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Azambuja reclama cerca de um milhão ao Estado por fecho da GM
Edição de 20.04.2017 | O MIRANTE dos Leitores

O que estava acordado deveria ter sido logo cumprido mas o Estado é mesmo assim. Exige aos cidadãos e às empresas e aplica coimas, multas e outros castigos mas não cumpre as suas obrigações. Bem podem arengar os primeiros-ministros que a mim não me convencem. Como costuma ser dito com justiça. o Estado não é uma pessoa de bem.
Desde o fecho da fábrica da Opel em Azambuja e deslocalização da produção para Espanha, a Câmara Municipal de Azambuja ainda não recebeu os 900 mil euros de compensações referentes à isenção de taxas, licenças e impostos municipais concedidos à GM (General Motors) quando esta se instalou em Azambuja e alargou as suas instalações. A verba em causa diz respeito ao contrato de investimento assinado entre o Estado e a empresa no ano 2000, que previa novas isenções e benefícios fiscais a troco de um compromisso de manter a fábrica operacional até 2008. Veremos o que resulta daqui até porque em tribunal há decisões mas nem sempre há justiça.
Pedro Farias

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...