uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Vila Franca de Xira corta apoios às companhias profissionais de teatro

Vila Franca de Xira corta apoios às companhias profissionais de teatro

No global há um aumento das verbas para o teatro em 20 mil euros

Edição de 20.04.2017 | Sociedade

Os dois grupos de teatro profissional do concelho de Vila Franca de Xira - o Cegada de Alverca e a Inestética do Sobralinho - vão receber menos verbas este ano do Programa de Apoio ao Movimento Associativo (PAMA), implementado pelo município e que apoia com um milhão de euros 124 associações do concelho. Dos 60 mil euros que a câmara vai dar aos oito grupos de teatro do concelho, o Cegada receberá 8.400 euros (menos 60 por cento que no ano anterior) e a Inestética 10.975 euros, menos 46 por cento que em 2016.
No quadro de apoio municipal deste ano há companhias de teatro amador a receber mais verbas que o teatro profissional, como acontece, por exemplo, com o Grémio Dramático Povoense (10 525 euros). Na lista dos grupos que mais receberão seguem-se o grupo Esteiros da Euterpe Alhandrense (9.800 euros), Gruta Forte do Forte da Casa (7.650 euros), Acto Certo Associação Cultural (5.425 euros) e o Teatro do Zero, com 4.475 euros. Por último, o grupo que menos receberá no concelho será o Artifontinhas, de Alverca, com 2750 euros. Este ano houve um incremento nas verbas de apoio ao teatro, que passaram dos 40 mil para os 60 mil euros globais.
O município justificou a decisão de cortar nos apoios aos grupos profissionais com uma questão de “equidade” e de “igualdade de oportunidades” para com os restantes grupos do concelho, não tendo diferenciado o teatro amador do profissional. “A atribuição de verbas passou a fazer-se consoante a actividade do grupo, a quantidade e a qualidade dos espectáculos relacionados. Não podemos, por exemplo, esquecer o festival de teatro que o Grémio Povoense realizou. Mas todos estão a fazer um trabalho muito interessante no concelho”, notou Fernando Paulo Ferreira, vice-presidente do município.
A atribuição de um apoio financeiro de um milhão de euros às associações do concelho foi aprovado por unanimidade de todas as forças políticas na última reunião pública do executivo. No total, o PAMA vai apoiar associações do concelho que têm actividades de cultura, desporto, solidariedade social e educação. Durante a reunião, o executivo aprovou também o estabelecimento de um protocolo de colaboração com o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) para a divulgação no município do Programa Reabilitar para Arrendar.

Vila Franca de Xira corta apoios às companhias profissionais de teatro

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...