uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara de Alcanena cede edifícios degradados a quem quiser recuperar

Edição de 03.05.2017 | Sociedade

A Câmara de Alcanena decidiu criar uma bolsa de doações para receber as casas em ruínas ou em risco de desabamento no concelho e depois colocar ao dispor de quem se comprometer em requalificar os mesmos, não podendo os prédios ser vendidos por um período de dez anos. A ideia e o regulamento foram apresentados pelo vereador Hugo Santarém (PS) em reunião de câmara.
Hugo Santarém refere que há cerca de um milhar de imóveis em mau estado por todo o concelho, tendo-se estado a notificar os proprietários para que recuperem ou demulam os edifícios. No entanto, constatou que muitos dos donos já não se interessam pelo património ou não têm condições de realizar qualquer intervenção, estando dispostos a doar os edifícios ao município.
E foi neste contexto que surgiu a ideia de se criar uma bolsa com doações, que ficará ao dispor dos interessados que queiram recuperar os edifícios para seu usufruto. Mas existem regras. A propriedade não pode depois ser vendida por um prazo de dez anos e as obras de requalificação também têm um prazo limite para serem concretizadas. Esta bolsa de imóveis fica apenas acessível a privados. O vereador do PS explicou que o projecto tem como objectivo não só recuperar este património degradado, como também levar para o concelho novos casais que não encontrem respostas noutras formas de habitação.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido