uma parceria com o Jornal Expresso
26/05/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
É raro o dia em que Graça Marques não fotografa o Santuário de Fátima
Fotógrafa amadora foi convidada para lançar livro de imagens intitulado “100 Anos de Fátima”
Edição de 11.05.2017 | Sociedade

É raro o dia que Graça Marques não fotografa o Santuário de Fátima. São centenas as fotografias que tem onde retrata o santuário e pormenores do local. A máquina com que regista os momentos é pequena e não tem lentes profissionais. Mas a qualidade das fotos levou-a a ser convidada pela editora Almalusa para editar um livro de fotografias sobre Fátima. “100 Anos de Fátima” é o título da obra, de 132 páginas, só com fotografias sobre Fátima e o centenário das aparições, que será lançado no final do mês de Maio. A autora ainda quer tirar uma fotografia com o Papa Francisco no Santuário de Fátima para incluir no livro.
Graça Marques não esconde a emoção por ter sido escolhida depois de ter criado uma página na rede social Facebook onde coloca todas as fotografias que vai tirando diariamente. “Estou inscrita num grupo online de fotografia chamado ‘Olhares’ e foi aí que os responsáveis da editora viram o meu trabalho. Fiquei muito surpreendida quando o director da Almalusa me contactou a desafiar para fazer este livro. Nunca pensei que tal acontecesse. Não frequento missas com regularidade mas sou crente e tenho muita fé. E o facto desta oportunidade ter surgido na altura do centenário das Aparições e da vinda do Papa Francisco, de quem sou enorme admiradora, fez todo o sentido para mim e a emoção ainda foi maior. As minhas memórias vão ficar marcadas neste livro”, referiu Graça Marques a O MIRANTE.
A fotógrafa amadora, de 53 anos, tem uma loja de venda de artigos religiosos e lembranças e um restaurante a poucos metros do Santuário de Fátima. É lá que passa os dias mas sempre que tem tempo livre aproveita para fotografar. A máquina anda sempre dentro da mala e até aproveita as voltas diárias com os seus dois cães para visitar o santuário e escolher o melhor ângulo e a melhor perspectiva para registar.
A paixão pela fotografia vem de criança mas Graça Marques não consegue explicar como surgiu. Em pequena, os pais ofereceram-lhe uma máquina de rolo que andava sempre consigo e já aí não perdia uma oportunidade para disparar. Em casa, conta, tem milhares de fotos guardadas em caixas. O objectivo é digitalizá-las todas para o computador mas até agora ainda não foi possível. Confessa não ter qualquer formação relacionada com fotografia. Apenas aponta a máquina e dispara sobre a imagem que lhe capta mais a atenção.
“Alguns profissionais da fotografia contactam-me e perguntam-me o tamanho da minha objectiva e fazem-me perguntas que eu não entendo do que estão a falar. A minha máquina é muito simples e não tenho conhecimentos profissionais”, confessa.
Sabe utilizar programas de fotografia mas não gosta. Prefere as imagens ao natural. Também gosta de retratar animais e paisagens. O seu sonho é ir a Roma e ao Vaticano fotografar o Papa Francisco na igreja de São Pedro e na Praça de São Marcos.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Capas
    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido