uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Distrito de Santarém perdeu mais de doze mil eleitores desde as últimas autárquicas

Edição de 03.08.2017 | O MIRANTE dos Leitores

A pouco e pouco o interior vai ficando deserto. Não nascem crianças, os jovens partem para estudar no ensino superior, principalmente para Lisboa, e já não voltam porque no distrito de Santarém não há empregos para licenciados e os poucos que há são mal remunerados e estão destinados aos filhos dos empresários ou dos presidentes de câmara, a população envelhece e morre e os eleitores desaparecem dos cadernos.
Enquanto isso os políticos locais apresentam patéticas soluções que dão em nada ou em meia dúzia de empregos para os filhos dos amigos e não falam verdade com receio de perder votos que acabam por perder de uma maneira ou de outra. Desde que saiu esta notícia ainda não ouvi nenhum autarca dizer ai ou ui. Para eles é indiferente. Estou à espera que passe o Verão para ouvir os ridículos apelos para que os eleitores vão votar. Este ano, para além das abstenções e dos brancos e nulos há menos nomes nos cadernos eleitorais.
Abrantes perdeu 1850 eleitores desde Setembro de 2013. Tomar perdeu 1833. Santarém perdeu 1663. Perderam mais de um eleitor por dia. São cidades médias, têm ensino superior politécnico, razoável qualidade de vida, auto-estrada à porta, zonas para instalação de empresas, espaços de lazer, ou seja, tudo aquilo que os autarcas dizem ser essencial para atrair população. Mas não atraem...
Filomena Terrugem

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...