uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Inês Henriques ganhou o ouro em Londres nos mundiais de atletismo

Inês Henriques ganhou o ouro em Londres nos mundiais de atletismo

Marchadora de Rio Maior conquistou a medalha de ouro nos 50 km marcha, na estreia dessa prova nos Mundiais de Atletismo, batendo o recorde mundial que já lhe pertencia.

Edição de 16.08.2017 | Desporto

“Foi fantástico, não consigo descrever em palavras aquilo que estou a sentir. Isto é a recompensa de 25 anos de trabalho, do meu treinador Jorge Miguel e da minha equipa de Rio Maior”, afirmou Inês Henriques em Londres, no final da prova feminina dos 50 km marcha, que pela primeira vez integrou o programa dos Mundiais de Atletismo.
Para a atleta, de 37 anos, a medalha de ouro conquistada no domingo, 13 de Agosto, e o recorde mundial nos 50 km marcha é um feito “extraordinário”, mas alcançado com dificuldade. “Os últimos quatro quilómetros foram muito duros, mas comecei a fazer contas e [pensei]: ‘Só tens de acabar tranquila’. Não podia fazer muito mais esforço em termos musculares, foi mesmo gerir até ao fim”, revelou.
A atleta do Clube de Natação de Rio Maior foi cronometrada em 4:05.56 horas, pulverizando o seu recorde mundial, que estava fixado nas 4:08.25 horas e datava de 15 de Janeiro de 2017, em Porto de Mós. A marchadora agradeceu aos vários portugueses que a apoiaram ao longo do circuito, junto ao Palácio de Buckingham. “Estava quase em casa porque ouvia muitos, muito portugueses”, declarou.
Até chegar a Londres, Inês Henriques tinha no currículo três participações olímpicas, a última das quais no Rio 2016, onde alcançou o 12.º posto nos 20 km marcha. A atleta conta ainda um sétimo posto nos Mundiais de 2007 e um nono nos Europeus de 2010, sempre na distância dos 20 km.
O pódio nos Mundiais de Londres foi completado com duas atletas chinesas: Hang Yin, Prata, com 4:08.58, e Shuqing Yang, Bronze, com 4:20.49.
Inês Henriques foi eleita pelos jornalistas de O MIRANTE Personalidade do Ano 2016 na área de Desporto.

Treinador destaca 25 anos de trabalho da atleta
O treinador da atleta ficou radiante com este resultado, que representa 25 anos de trabalho. “Para já o nosso objectivo foi alcançado em tudo”, começou por dizer o treinador, Jorge Miguel, no final da prova. O técnico de Inês Henriques acrescentou que já estava à espera deste registo em Porto de Mós, em Janeiro deste ano, quando Inês, a primeira recordista mundial dos 50km marcha, e que só não foi conseguido por um “pequeno erro técnico”.
Questionado se esta era a sua maior alegria, Jorge Miguel, afirmou que “era a alegria mais justa, porque é a consagração de uma atleta que trabalhou uma vida inteira e que, sem ser um talento, conseguiu ao longo destes anos, com o seu trabalho e força de vontade, atingir um nível altíssimo”. Jorge Miguel afirmou que é “uma pessoa que acredita no trabalho diário para conseguir obter resultados”.
O técnico gritou bastante com a atleta durante a prova. “Gritei para a travar porque estava sempre com a tentativa de deixar a atleta chinesa para trás. Ela tinha uma missão que era não andar a menos de 9 minutos e 45 segundos por volta, nem a mais de 9,50, esse era o ritmo. Quando a vi passar em algumas voltas a 9,40 fartei-me de gritar para ela não fazer o mesmo que fez em Porto de Mós. Ela hoje obedeceu”, disse com um sorriso nos lábios.

Inês Henriques ganhou o ouro em Londres nos mundiais de atletismo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...