uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Morreu “um rapaz cinco estrelas” que olhava para os cavalos como filhos
Manuel Vinagre tinha o sonho de ser cavaleiro profissional

Morreu “um rapaz cinco estrelas” que olhava para os cavalos como filhos

O jovem cavaleiro Manuel Vinagre faleceu aos 18 anos quando fazia aquilo de que mais gostava: montar a cavalo. O acidente ocorreu durante um passeio equestre, na zona de Benavente. Os amigos recordam-no com saudade.

Edição de 06.12.2017 | Sociedade

Ser cavaleiro era a grande aspiração na vida de Manuel Vinagre, o jovem de 18 anos, residente em Salvaterra de Magos, que morreu no dia 1 de Dezembro na sequência de uma queda, quando participava num passeio equestre que se realiza na zona de Benavente.
Nasceu no meio equestre, numa família ligada à equitação e criação de cavalos, proprietária da Coudelaria Menezes, e o seu sonho era ser um dos melhores do país na modalidade de dressage e ensino. Foi isso que sempre disse aos amigos, jovens como ele, que se despediram dele nas cerimónias fúnebres realizadas na terça-feira, 5 de Dezembro, em Salvaterra de Magos, em cujo cemitério ficou sepultado.
Manuel vivia com os pais e os dois irmãos mais novos em Salvaterra de Magos e ocupava o 59º lugar no ranking mundial de Young Riders (jovens cavaleiros) na especialidade de ensino. Actualmente, Manuel montava na Coudelaria Sociedade das Silveiras, do tio Manuel Braga.Já tinha participado o ano passado no mesmo passeio e este ano voltou a inscrever-se, mas um acidente de percurso, durante a passagem pela Herdade Quinta da Foz, em Benavente, ditou a sua morte. O cavalo escorregou, caiu e o jovem caiu com ele, sofrendo um traumatismo craniano.
Quando os Bombeiros Voluntários de Benavente e a VMER de Vila Franca de Xira chegaram ao local, Manuel tinha uma hemorragia craniana que o levou a ser enviado para o Hospital Vila Franca de Xira, onde viria a falecer.
Apesar de ser natural de Salvaterra de Magos, Manuel estudou até ao 12º ano na Escola Secundária de Benavente e encontrava-se neste momento a fazer melhoria de nota a algumas disciplinas na Escola Secundária de Salvaterra de Magos. Os amigos que fez em Benavente recordam-no como um rapaz sorridente e com quem toda a gente se dava bem, incluindo professores.
Francisco Netto Bacatelo, 16 anos, recorda-o como “um rapaz cinco estrelas”: “Ele era uma excelente pessoa e muito amigo do seu amigo. Nunca tive um amigo tão católico como ele!”. Francisco recorda que o único grande passatempo de Manuel era montar a cavalo e estar com os amigos. Era uma pessoa de objectivos bem definidos e empenhado em alcançá-los, tanto a nível escolar, onde era bom aluno, como na equitação. “O Manel tinha um amor pelos cavalos inexplicável, era como se os cavalos fossem os filhos dele”, conta Francisco.

Morreu “um rapaz cinco estrelas” que olhava para os cavalos como filhos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...