uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Na Assembleia também contam os votos dos deputados que faltaram

Edição de 25.01.2018 | O MIRANTE dos Leitores

Os senhores deputados continuam a tudo fazer para que eu deixe de gostar de política e de políticos para começar a odiar política e políticos. E não vale a pena dizerem que temos que participar nos actos eleitorais, etc, etc porque o campo está minado à partida.
Esta semana descobri que em certas votações no Parlamento contam os votos dos deputados ausentes como sendo iguais aos deputados presentes dos seus partidos. Os políticos nunca param de me surpreender e enganar.
Eu já tinha ouvido relatos de ex-deputados que diziam que muitas vezes nem sabiam muito bem o que estavam a votar, limitando-se a seguir o voto do líder da bancada. Votavam em rebanho. Mas isto ainda é mais extradordinário.
Uma proposta ou resolução que tenha 99 votos a favor e 98 contra não é aprovada porque o que conta são os deputados que cada uma das bancadas têm. O resultado final é não ser aprovada por 107 votos contra e 106 a favor. E acontece o mesmo em muitas outras ocasiões. E todos os partidos políticos estão de acordo com este método. Na prática, se este método for alargado a todos os documentos, os deputados podem ir para a praia que o seu voto está assegurado. Estou ainda em choque porque me interessa a forma como é exercida a democracia. Há dias em que o desânimo é total.
Jorge Mendes Calafate Guerra

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...