uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Junta de Alverca descontente com o trabalho dos CTT na freguesia
Foto O MIRANTE

Junta de Alverca descontente com o trabalho dos CTT na freguesia

Autarquia diz que o serviço prestado pela empresa naquela cidade tem sido “péssimo” nas últimas semanas. A empresa admitiu que o serviço teve falhas na cidade no mês de Dezembro mas pediu mais tempo para poder resolver o assunto.

Edição de 25.01.2018 | Sociedade

O serviço que os CTT estão a prestar em Alverca do Ribatejo é “péssimo”, critica a junta de freguesia que diz não estar disponível para continuar a financiar a actividade privada da empresa se o serviço não for melhorado em breve. Em causa está o excesso de procura da delegação que os CTT têm no Bom Sucesso, que funciona na delegação da junta de freguesia.
Criada inicialmente apenas para receber correio ou tratar de pequenos assuntos, com o movimento caótico dos correios do centro da cidade muitos têm sido os moradores a tentar ser atendidos no Bom Sucesso, o que tem sobrecarregado os trabalhadores da junta.
O mês de Dezembro foi caótico nos correios da cidade. Ao grande fluxo de cartas e encomendas por causa do Natal somou-se a greve dos carteiros e a falta de funcionários ao serviço de balcão. Muitos moradores só receberam em Janeiro encomendas urgentes que foram enviadas na última quinzena de Dezembro.
“Já chamámos os responsáveis dos CTT a Alverca, porque além do péssimo serviço que têm prestado não podem pensar que a junta tem uma segunda estação no Bom Sucesso. Em alguns dias os nossos trabalhadores atenderam mais de 30 ou 40 pessoas que deviam estar a ser atendidas nos correios. A delegação é da junta mas a continuar esta situação só fazem serviço para os correios”, lamenta o presidente da freguesia, Carlos Gonçalves.
O autarca defende que a empresa “preste um serviço condigno” à população e avisou que não está disponível para continuar a financiar o trabalho de uma empresa privada se nada mudar. “Os CTT pediram a nossa compreensão, porque foi de facto um período complicado, de greves e reajustamento de pessoal, pediram-nos mais tempo para tentarem resolver e nós vamos aguardar. Mas vamos estar muito atentos”, alertou.
Este não é o primeiro problema do género no concelho de Vila Franca de Xira. Em Abril de 2017 O MIRANTE noticiara também as queixas de moradores e vereadores do executivo sobre os problemas na distribuição postal que estavam a ser sentidos na sede de concelho. Na ocasião a empresa garantia não ter detectado qualquer problema na distribuição do correio da sua responsabilidade mas admitia que havia sempre matérias a melhorar com a ajuda das chamadas de atenção dos clientes.

Junta de Alverca descontente com o trabalho dos CTT na freguesia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...