uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Comboios entre Santarém e Entroncamento parece que andam num “carreiro de cabras” 

Edição de 15.03.2018 | O MIRANTE dos Leitores

Os comboios que circulam na Linha do Norte entre as cidades de Santarém e Entroncamento parece que se deslocam num qualquer pedregoso “carreiro de cabras” uma vez que andam aos saltinhos devido ao mau estado daquele troço de via férrea, cuja modernização, a par da modernização da Estação do Entroncamento, foram anunciadas nos anos noventa, pelo então ministro do Equipamento, Planeamento e Administração do Território do XIII Governo Constitucional.
Depois de Guterres e do seu amor ao caminho de ferro - quem não se lembra das histórias que ele contava das férias que passava em Donas, Fundão, para onde ia de comboio - Portugal já teve os governos do senhor Sócrates e agora do senhor Costa, todos eles grandes apaixonados pelo Caminho de Ferro, para além de outras grandes paixões que o povo conhece. Investimentos por aqui é que não há. Quem quiser conforto que compre um carro e vá pela auto-estrada.
A estação do Entroncamento, que julgo já fazer parte do espólio do Museu Ferroviário que ali está implantado, transporta-nos ao século dezanove. A linha onde os comboios vão aos saltos, e onde qualquer dia têm que circular à velocidade das locomotivas a vapor, ensinam-nos como era o comboio nessa época, embora com bancos almofadados, o que é uma pena.
Maria Fernanda Domingas Gouveia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...