uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Chamusca e Sardoal no mapa dos concelhos em risco mais elevado de incêndio
Miguel Borges

Chamusca e Sardoal no mapa dos concelhos em risco mais elevado de incêndio

Autarca e comandante operacional distrital dizem que não foram tomadas medidas excepcionais na sequência da divulgação desse estudo, que garantem não trazer novidade nenhuma.

Edição de 31.05.2018 | Sociedade

Os concelhos da Chamusca e do Sardoal estão na lista dos 20 municípios do país em risco máximo de incêndio em 2018, segundo um mapa elaborado pelo Instituto Superior de Agronomia, em conjunto com o Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa. Mas essa projecção é desvalorizada pelo presidente da Câmara do Sardoal. Miguel Borges diz que “este estudo não veio trazer novidade nenhuma”, porque “todos os anos aquela área tem estado sempre em risco”, acrescentando que no ano passado ardeu cerca 16% da área total do seu concelho.
“O facto de estarmos neste ranking é mesmo só existir o ranking, por isso continuamos a trabalhar como sempre trabalhámos sendo que a protecção civil é um dos investimentos prioritários deste município”. Miguel Borges refere a O MIRANTE que a autarquia tem procedido à limpeza de terrenos, cujo prazo termina esta semana, o que representou um investimento de cerca de 80 mil euros.
Além disso refere que os bombeiros municipais garantem uma resposta rápida e eficiente, “porque temos 28 operacionais profissionais aos quais se juntam mais 32 voluntários”. O autarca sublinha que “nenhum incêndio nasce grande e o desafio é termos capacidade de resposta a uma ignição que não pode exceder os 30 minutos”.
O comandante operacional distrital de Santarém, Mário Silvestre, disse a
O MIRANTE que ainda não teve oportunidade de ler o estudo em pormenor. Mas afirma que não vem trazer novidade nenhuma. “Não é preciso haver um novo estudo, basta olhar para as cartas de perigosidade e para o histórico de incêndios para se perceber que é uma área de preocupação. Já há alguns anos que temos preocupações especiais com essas zonas. Não é para nós uma novidade que há um risco elevado de incêndios florestais nessas zonas e por isso já está retratado nas cartas de risco de incêndio que anualmente têm sido feitas”, conclui.
Para além dos concelhos do Sardoal e da Chamusca há mais concelhos no país com risco de incêndio. São eles: Monchique (Faro), Oleiros (Castelo Branco), Caminha (Viana de Castelo), Vila Nova de Cerveira (Viana do Castelo), Vila Nova de Paiva (Viseu), Aljezur (Faro), Vila de Rei (Castelo Branco), Covilhã (Castelo Branco), Proença-a-Nova (Castelo Branco), Moimenta da Beira (Viseu), Viana do Castelo (Viana do Castelo), Vila Pouca de Aguiar (Vila Real), Baião (Porto), Celorico da Beira (Guarda), Gavião (Portalegre), Sertã (Castelo Branco), Portimão (Faro) e Ponte da Barca (Viana do Castelo).

Mário Silvestre
Chamusca e Sardoal no mapa dos concelhos em risco mais elevado de incêndio

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...