uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Mónica Ribeiro Fazendeiro Suzana 
Foto DR - Mónica Ribeiro Fazendeiro Suzana Esteticista na ESTILU’S, 32 anos, Santarém

Mónica Ribeiro Fazendeiro Suzana 

Esteticista na ESTILU’S, 32 anos, Santarém

Edição de 07.06.2018 | Agora Falo Eu

Quando está a almoçar ou a jantar com a família ou amigos e há alguém que passa o tempo a consultar o telemóvel isso incomoda-a? Acho que quando estamos acompanhados é uma falta de respeito estar a dar atenção ao telemóvel e não ao que realmente importa.

Devia haver mulheres a arbitrar jogos de futebol da primeira liga? Porquê? Os homens têm mais perfil para a arbitragem, o que não quer dizer que não haja alguma mulher que o pudesse fazer.

Já fez alguma viagem de férias a um país estrangeiro? Qual foi? Qual vai ser a próxima? Já fui de férias a vários países estrangeiros como, por exemplo, Espanha, França, Luxemburgo, Alemanha e Itália. A próxima talvez seja para um sítio onde o único som seja o barulho do mar e dos passarinhos.

Acha possível sofrermos atentados terroristas como já aconteceu noutros países? Acho difícil. Vivemos num dos países mais calmos e que não tem nada do que os terroristas possam procurar. O povo português quer é paz e descanso e não anda a provocar países radicais.

É capaz de cantar um fado do princípio ao fim? Gosto de ouvir fado e posso, eventualmente, saber algumas partes e até mesmo cantá-las. Mas agora daí a saber uma canção completa não.

Consegue perceber tudo o que está escrito num contrato de um seguro ou de um empréstimo bancário, por exemplo? Normalmente leio sempre antes de assinar. De preferência tento levar o contrato para casa para ler com calma e atenção.

Alguma vez pensou escrever um livro? Se escrevesse um livro seria certamente para poder ajudar as pessoas no seu dia-a-dia para que fossem mais felizes e pudessem aproveitar a vida da melhor forma. Um bom título seria: Aproveite as férias que a morte lhe dá.

Todas as tradições devem ser defendidas? As tradições são para ser defendidas, pois são um bocadinho daquilo que os nossos antepassados nos deixaram. Se as esquecermos, estamos a esquecer um património que eles deixaram.

Lembra-se do nome de algum Presidente da República antes de Cavaco Silva? Não faço ideia nenhuma. Não gosto de política e não percebo nada do assunto.

É capaz de elogiar a beleza de alguém ou prefere não o fazer para não ser acusada de assédio? Acho que se a pessoa está bonita é para ser elogiada. Para além de que quando elogiamos com sinceridade, a pessoa fica ainda mais bonita naturalmente.

Tenta aproveitar as promoções dos supermercados? Tento aproveitar todas as promoções, pois o dinheiro que poupar servirá para outro fim, bem mais agradável ou para meu próprio prazer ou dos meus.

Alguma vez escreveu um poema? Já escrevi vários para o meu marido. Considero-me uma pessoa romântica e gosto de escrever o que sinto. As palavras ditas podem não ficar guardadas, mas as palavras escritas ficam para sempre. Ao escrever sinto-me bem e mais leve.

Alguma vez teve a tentação de ler um manual de instruções de um electrodoméstico? Normalmente só abro o manual mesmo em caso de não saber mesmo. Porque, por norma, os eletrodomésticos avariam e são substituídos ainda com o manual dentro do plástico intacto.

Deposita dinheiro em contas de solidariedade? Se alguém precisar de ajuda pode contar comigo naquilo que eu puder. Agora depositar dinheiro, não. Muito menos para todos verem que eu fiz uma boa acção.

Ainda tem tempo para tomar o pequeno-almoço em casa ou toma-o no café? Tomo sempre o meu pequeno-almoço em casa em paz e com tempo. A primeira refeição do dia é muito importante e eu gosto de poder usufruir dela da melhor maneira.

Se vir alguém deitar lixo para o chão diz-lhe alguma coisa? Posso dizer para mim, mas em voz alta não... Não é que não me apeteça mas não tenho coragem para isso.

Como gostaria de ser recordada? Gostaria de ser recordada por ter deixado marcas boas na terra. Ter sido boa pessoa, boa mãe, boa amiga, boa companheira.

Alguma vez foi a Fátima a pé? Nunca fui, mas até gostava de passar por essa experiência. Acho que deve ser uma caminhada bonita de se fazer e o cansaço físico deve ser superado pela paz da alma.

Mónica Ribeiro Fazendeiro Suzana 

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...