uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Moradores de São Domingos queixam-se de árvores junto aos prédios
Moradores temem que as restantes árvores possam cair também

Moradores de São Domingos queixam-se de árvores junto aos prédios

Queda de uma ameixoeira gerou apreensão mas a Câmara de Santarém diz que as restantes árvores estão em bom estado.

Edição de 07.06.2018 | Sociedade

Depois da queda de uma árvore do jardim de São Domingos, em Santarém, no dia 24 de Maio, alguns moradores das imediações querem que a câmara tome medidas relativamente a outras duas árvores que consideram estar em risco de cair e atingir os edifícios. Em causa estão mais duas ameixoeiras que se encontravam ao lado da que caiu e junto aos prédios. “Nós só queremos que a autarquia retire as árvores”, pedem Elsa Pereira e Júlio Seabra.
Contactado por O MIRANTE, o vereador Jorge Rodrigues diz que a Câmara de Santarém não pensa tomar medidas em relação às restantes árvores já que elas se encontram em bom estado fitossanitário, revelando que irá ser plantada uma nova árvore, em substituição da que caiu.
Elsa Pereira, a residir naquela zona há 20 anos, diz não entender como a câmara decidiu colocar as árvores tão perto dos prédios. “É que, desta vez, a árvore caiu para o lado contrário, mas para a próxima podia cair para o lado dos prédios. E depois como será?”, questiona receosa.
Também o antigo presidente da Associação de Residentes de São Domingos, Júlio Seabra, pede urgentemente uma intervenção relativamente às duas árvores. “Naquele dia foi por pouco que a árvore não caiu em cima de mim e não ocorreu algo pior”, confessa. E o problema, diz, não é só o estado das árvores. É o facto de situação de degradação em que se encontra o jardim de São Domingos.
“O jardim há muito que está esquecido. Não vejo nenhum outro jardim da cidade neste estado. A justificação que dão é que têm uma equipa pequena para 40 hectares de área jardinada do concelho, mas nós não temos culpa disso. Estamos no bairro mais populoso da cidade de Santarém e merecíamos mais atenção”, diz Júlio Seabra.
As três ameixoeiras, da espécie ‘prunus’, foram plantadas quando foi construído o jardim do bairro de São Domingos, em 2001. A árvore pode durar 80 anos e atinge os oito metros de altura e os cinco metros de largura.

Moradores de São Domingos queixam-se de árvores junto aos prédios

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...