uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
ZêzerArts leva música erudita a monumentos
Convento de Cristo, em Tomar, é um dos monumentos que vai receber espectáculos

ZêzerArts leva música erudita a monumentos

Espectáculos em Ferreira do Zêzere, Tomar e Vila Nova da Barquinha entre 15 de Julho e 4 de Agosto.

Edição de 12.07.2018 | Sociedade

O festival de música erudita ZêzereArts oferece, de 15 de Julho a 4 de Agosto, em Ferreira do Zêzere, Tomar, Vila Nova da Barquinha e Batalha, cerca de 20 concertos, recitais, exposições e espetáculos de ópera.
O festival, que decorre em salas, espaços ao ar livre e monumentos históricos dos quatro concelhos anuncia para este ano a sua “programação mais ambiciosa”, com destaque para a ópera “As Bodas de Fígaro”, de Wolfgang Amadeus Mozart, “naquela que é a maior produção operática” do evento, refere uma nota da organização.
Repetindo uma iniciativa iniciada em 2017 com Eurico Carrapatoso, o ZêzerArts tem este ano como compositor residente David Miguel, cuja criação, encomendada para o festival, tem estreia marcada para o próximo dia 21, às 21h00, no Claustro D. João III, do Convento de Cristo, em Tomar.
Desde que foi criado em 2011, pelo maestro Brian MacKay, em Ferreira do Zêzere, o festival assenta numa “experiência pedagógica única”, proporcionando cursos de Verão e ‘masterclasses’ com professores e maestros de música clássica, reconhecidos a nível nacional e internacional, realça a nota. A edição deste ano conta com a participação de mais de 90 cantores portugueses e estrangeiros e mais de 30 jovens instrumentistas.
O Convento de Cristo, em Tomar, o Mosteiro da Batalha (Leiria), o Castelo de Almourol (Vila Nova da Barquinha) e a Igreja de Nossa Senhora do Pranto, na vila de Dornes (Ferreira do Zêzere), são “alguns dos locais históricos onde se farão ouvir obras de Mozart, Tchaikovsky, Chausson, Dvorak, Villa-Lobos ou Joly Braga Santos”.
Nesta oitava edição do festival participam músicos como a violoncelista franco-suíça Ophélie Gaillard, que dará uma ‘masterclasse’ e um concerto a solo, o violinista italiano Gian Paolo Peloso, o violinista luso-belga Eliot Lawson e ainda os músicos/professores que têm vindo a participar no evento, nos últimos anos, Luís Pacheco Cunha, Catherine Strynckx, Adriano Aguiar, Jorge Alves, Aoife Hiney, Pedro Correia, Ana Queiroz, Taíssa Poliakova Cunha, Nélia Gonçalves, Juliana Mauger e Luís Pereira.

ZêzerArts leva música erudita a monumentos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido