uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Aficionado Serafim das Neves

Edição de 27.07.2018 | Emails do Outro Mundo

O lóbi homossexual (gay para os falantes de português modernaço) da Federação Internacional de Futebol andou, durante o Mundial de futebol, a tentar que as televisões não mostrassem as mulheres que abanavam com graciosidade as suas esfericidades e outros atributos nas bancadas dos estádios, e que passassem a concentrar-se apenas nos rapazes transpirados e musculados que corriam no campo atrás da redondinha.
Se, por acaso, a Federação Portuguesa de Futebol decidir trilhar o mesmo caminho eu anulo a minha assinatura da SporTV. Juro que anulo. O futebol precisa cada vez mais de beleza e atractivos e isso não se consegue com actores medíocres a atirarem-se para o chão aos gritos, defesas a atrasar bolas para os guarda-redes e manadas de burgessos, a agitarem bandeiras e a chamarem filho da fruta a um tal Pinto da Costa que, por acaso, é dos poucos adeptos a levar fruta da boa para os jogos. Se acabam com as imagens das alegres e desinibidas adeptas é preferível passarmos a ver o Canal Parlamento.
Já agora digo-te que não me sai da cabeça que a tentativa do PAN e do BE de proibirem a transmissão de touradas na televisão não tenha também a ver com o facto dos operadores de imagem passarem demasiado tempo a filmar as “chicas muy guapas” que saltitam de emoção a cada volteio dos cavalos e a cada pega de caras dos forcados.
A pouco e pouco estão a tentar tirar-nos tudo o que seja chicha. Como sabem que os olhos também comem, estão a atacar o sector da alimentação visual tentando transformar-nos, por decreto, numa espécie de invisuais vegan.
Aquela rapaziada mete-se em tudo. No teor calórico dos coiratos, na graduação alcoólica das minis, no tamanho dos pacotinhos de açúcar dos cafés...e agora também na capacidade acelerante hormonal de adeptas e aficionadas.
Se a gente não se insurge um dia destes as mulheres bonitas que vão aos estádios de futebol, às touradas ou aos festivais de Verão que são transmitidos pelas televisões, passam a ter que usar véu ou mesmo burka, como forma de prevenir os nossos olhares libidinosos de machos.
Depois da invasão de carraças no Casal dos Estanques, em Vialonga, surge agora uma praga de baratas em Samora Correia e continua latente a praga de pombos em Castanheira do Ribatejo. Para além destas há ainda a praga da lagarta dos pinheiros em Vila Franca de Xira e há também a praga dos distribuidores de publicidade que nos atafulham diariamente a caixa do correio.
Não são pragas tão devastadoras como as bíblicas sete pragas do Egipto mas se lhes juntarmos a praga dos impostos; a das falsas campanhas de solidariedade e a das greves destinadas a salvar o Serviço Nacional de Saúde, vamos no bom caminho!
No sábado passado houve Carnaval em Ovar com sambistas semi-descascada, calor e tudo. Chamam-lhe Carnaval de Verão e como não é organizado pela FIFA as televisões podem mostrar o material todo no rebola rebola, sem qualquer constrangimento. Espero que a moda se estenda aos carnavais da região que costumam ter sambistas.
Se elas em Fevereiro, com um frio de rachar, desfilaram de mini biquinis, imagina como se irão apresentar em Agosto. E se a comissão da igualdade de género vier meter o bedelho as contas são fáceis de fazer. Com tanto marmanjo a ver o mais certo é a organização ter que ir arranjar mais...sambistas.
Saudações arejadas do
Manuel Serra d’Aire

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...