Sociedade | 04-02-2005 12:23

Alcanede culpa Câmara de Santarém pelos buracos nas estradas

A Junta de Freguesia de Alcanede distribuiu um comunicado pela população onde responsabiliza a Câmara de Santarém pelo mau estado das estradas e caminhos municipais em alguns pontos da freguesia e pela demora na sua reparação. O presidente da junta, Manuel Vieira (PSD), cumpriu assim a promessa que já havia deixado na sessão da Assembleia Municipal de Santarém realizada em final de Dezembro. Na altura, o autarca recordou que já há um ano que andava a pedir à câmara as massas betuminosas para poder remendar “o estado miserável e vergonhoso” em que as estradas se encontravam. Para Manuel Vieira, a maioria socialista da Câmara de Santarém “está a tentar denegrir a imagem da junta de freguesia” perante a população. O que, para ele, “só pode ter a ver com questões políticas”. Refira-se que Manuel Vieira conquistou a junta para o PSD, após alguns mandatos de maioria PS.Contactado por O MIRANTE, o vice-presidente da Câmara de Santarém, Manuel Afonso, explica a demora no fornecimento com o facto de a autarquia não dispor de materiais nas quantidades pedidas pelas juntas.Essa situação deve-se ao facto de o município ter decidido abrir um concurso para a aquisição de massas betuminosas, para assim tentar obter melhores preços no mercado. “Temos tentado comprar o mais barato possível”, explica Manuel Afonso lembrando que os concursos são processos morosos e que esse procedimento não afectou exclusivamente Alcanede.O vice-presidente da câmara considerou também descabido o comentário do presidente da Junta de Alcanede sobre alegadas questões políticas para tentar prejudicar a imagem da junta perante a população.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo