Sociedade | 09-03-2005 17:03

Terreno para estádio é depósito de entulho

O terreno para onde há uma boa dúzia de anos está previsto o complexo desportivo de Santarém, na zona da Quinta do Mocho, está transformado numa imensa lixeira a céu aberto. O gigantesco buraco ali aberto há mais de uma década para acolher as fundações de um estádio de futebol estão hoje cheios de entulho, electrodomésticos, colchões, bidons, latas de tinta e outros resíduos ali colocados não se sabe bem por quem. Um cenário caótico mesmo junto às instalações da Direcção Geral de Viação e a escassas dezenas de metros do ecocentro e do canil municipal de Santarém.A denúncia foi feita na tarde de segunda-feira pelo vereador da CDU José Marcelino, durante a reunião do executivo municipal. O autarca revelou que a situação foi constatada no sábado anterior, no decurso de uma visita que autarcas da sua força política fizeram a várias freguesias da cidade.José Marcelino acrescentou que, nessa visita, um dos membros da comitiva conseguiu anotar a matrícula de uma carrinha que acabava de lá despejar lixo. E pediu ao presidente da câmara para pôr a fiscalização em campo e aplicar “multas pesadas” aos infractores, “para que não se faça daquele espaço uma lixeira”.Notícia mais alargada na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo