Sociedade | 11-03-2006 18:35

Estudos sobre novos hipermercados de Santarém concluídos este mês

Os dois estudos técnicos encomendados pela Câmara de Santarém para avaliar o impacto da instalação de novos hipermercados ou grandes superfícies comerciais no concelho deverão estar concluídos este mês, anunciou o presidente da autarquia, Francisco Moita Flores.Até à apreciação destes dois documentos, elaborados por dois investigadores académicos, Moita Flores recusa dar parecer favorável à instalação de novas unidades comerciais de grandes dimensões, tendo rejeitado os vários pedidos apresentados."É completamente falso que eu tenha alguma reserva contra as grandes superfícies", mas qualquer nova instalação terá de contar com o apoio dos estudos técnicos para impedir danos irreparáveis no comércio local."Desde que os estudos de viabilidade e de peritos em econometria me mostrem que em Santarém fazem falta duas ou dez grandes superfícies eu estou disponível para as aprovar", prometeu Moita Flores, que recusa autorizar novos espaços apenas "para satisfazer interesses privados"."Este mês temos dois estudos académicos a decorrer" para "analisar a capacidade da cidade em acolher novas grandes superfícies", explicou Moita Flores, que recusa qualquer tipo de pressão por parte dos investidores."Em volta das grandes superfícies movem-se grandes interesses estratégicos", mas alguns deles são de "fraca recomendação", acrescentou o autarca.A decisão de pedir os estudos sucedeu após o elevado número de pedidos de construção de grandes superfícies comerciais em Santarém.Esta decisão contou já com o apoio da Associação Comercial e Empresarial de Santarém, salientando que corresponde a um "anseio antigo" dos responsáveis do comércio tradicional.A CDU também concorda com a elaboração dos estudos, uma posição que não é subscrita pelos vereadores do PS, que têm manifestado intenções de votar de acordo com os pareceres dos técnicos da autarquia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo