Sociedade | 01-04-2006 08:26

Águas do Ribatejo já têm parceiro privado

A Junta da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo (CULT) decidiu escolher o consórcio ibérico constituído pela empresa espanhola Aqualia, do grupo FCC, e pelas portuguesas Lena Ambiente e Lena Construções para parceiro privado da empresa intermunicipal Águas do Ribatejo. Uma entidade que vai gerir as redes de saneamento básico e de abastecimento de água em nove concelhos do centro e sul do distrito de Santarém.A decisão, que envolveu os presidentes de câmara dos concelhos que compõem a CULT, foi tomada quinta-feira. Os autarcas subscreveram as conclusões do relatório final da comissão de análise de propostas, não dando provimento às reclamações apresentadas por outros consórcios que responderam com propostas ao concurso público internacional aberto pela CULT.O parceiro privado vai ter 49 por cento do capital da empresa, ficando os restantes 51% nas mãos de nove dos onze municípios da CUL aderentes – Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Salvaterra de Magos e Santarém – que representam uma população na ordem dos 200 mil habitantes.O contrato entre as duas entidades vai vigorar durante 40 anos. A Águas do Ribatejo planeia investir cerca de 107 milhões de euros nos próximos quatro anos, sobretudo ao nível do saneamento básico, aumentando assim significativamente a taxa de cobertura nessa área na região. Durante o período de concessão, o investimento total previsto é de 207 milhões de euros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo