Sociedade | 12-05-2006 16:28

Prisão de Alcoentre tem 95 reclusos a mais

O Estabelecimento Prisional de Alcoentre, Azambuja, com uma taxa de ocupação de 120,5 por cento, é uma das dez cadeias centrais portuguesas com excesso de reclusos. Neste momento tem 618 reclusos, mais 95 do que a lotação máxima. Entre as cadeias centrais, Santarém e Vale de Judeus (Azambuja) registam taxas de ocupação inferiores a 100 por cento, de acordo com o último relatório quinzenal da DGSP.Mesmo assim, a situação actual representa, em termos gerais, uma melhoria em relação a anos anteriores.Dos 55 estabelecimentos prisionais existentes no país, 39 apresentam uma taxa de ocupação acima dos 100 por cento e três ultrapassavam os 200 por cento: Portimão, Angra do Heroísmo e Guimarães.De acordo com fonte da DGSP, o número de reclusos tem vindo a diminuir desde 2004, após subidas consecutivas verificadas de 2001 a 2003.Os dados mais recentes mostram que a 01 de Maio estavam presas 13.039 pessoas, das quais 3.016 preventivamente.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo