Sociedade | 26-05-2006 17:56

Feira Agricultura solidária com os mais carenciados

Os produtores presentes na Feira Nacional de Agricultura, que começa a 10 de Junho em Santarém, associaram-se este ano ao Banco Alimentar contra a Fome, naquela que pretende ser a "maior corrente nacional" de recolha de produtos agrícolas.De acordo com a organização, a edição deste ano da Feira Nacional de Agricultura inclui a iniciativa Agricultura Contra a Fome que, sob o lema "a mão que produz é a mão que ajuda", pretende ser a "a maior corrente nacional de recolha de produtos agrícolas e alimentares"."Ao longo dos nove dias de certame, os visitantes serão convidados a participar activamente nesta iniciativa" destinada ao Banco Alimentar Contra a Fome, explicam os promotores.Entre 10 e 18 de Junho, o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém, acolhe mais uma edição da Feira Nacional da Agricultura, mas o momento maior será no dia 12, denominado "Dia da Solidariedade", que deverá contar com a presença do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.A feira terá uma área sobre "Campos de Cultivo e Demonstração", espaços dedicados às mais recentes inovações tecnológicas na agricultura, em produções de milho, trigo, sorgo e luzerna.Na feira foi incluído este ano a 5/a edição do Nacional do Vinho, que será "a maior mostra da produção vinícola nacional", com particular atenção aos vinhos da região.Além dos dias dedicados às Denominações de Origem presentes, a organização destaca o "Dia Nacional do Enólogo, a 15 de Junho com um colóquio sobre madeiras do vinho", terminando com "uma visita ao Museu Casa dos Patudos em Alpiarça".Em paralelo, estão previstos "fóruns de reflexão materializados em encontros, congressos e seminários", muitos deles destinados à divulgação de novas práticas e apoios comunitários, abordando questões como os Biocombustíveis, aplicação de organismos geneticamente modificados, medidas de controlo das ajudas comunitárias, novas Técnicas Agroambientais ou reutilização de Águas Residuais.Organizado pela Confederação da Agricultura de Portugal (CAP), o certame conta com uma equipa do Instituto do Emprego e Formação Profissional, que vai servir de intermediário na "primeira experiência profissional junto de jovens com cursos na área agrícola ou agro-industrial, sob a forma de ofertas de trabalho ou estágios de formação remunerados"."O evento reúne ainda artesanato, gastronomia" bem como espaços temáticos que pretendem ser "uma montra do mundo rural e agrícola, e do que de bom se produz em Portugal", com "tasquinhas e restaurantes com as melhores iguarias" e uma "mostra de queijos e enchidos de todo o país", refere a organização.A actuação de músicos como Axel, Carlos Mendes, Tony Carreira completa a oferta de animação da feira, que irá incluir também uma exposição artística da responsabilidade da Colecção B - Associação Cultural.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo