Sociedade | 21-10-2006 07:57

"Notáveis" reúnem-se em Santarém para debater cidadania

Um congresso com figuras nacionais de diversos quadrantes políticos, sociais e económicos vai reunir-se nos próximos meses em vários locais do distrito de Santarém para debater a participação cívica no desenvolvimento do país.Promovido pela Civilis (Associação para a Cidadania e Desenvolvimento), o "Congresso de Cidadania" tem início no dia 28 de Outubro e visa aumentar o de bate na opinião pública, procurando recolher a participação de várias figuras prestigiadas.Para os colóquios está já garantida a participação de várias figuras como Eduardo Cabrita, Viriato Soromenho Marques, Rui Alarcão, João Proença, Maria Barroso, Miguel Portas, Jorge Sampaio, Aguiar Branco, Mário Soares, António Costa, Almeida Santos, Ludgero Marques, D. Januário Torgal Ferreira, Adriano Moreira, António Vitorino, Alberto Costa ou Maria José Morgado, entre outros.Segundo Aires Lopes, presidente da Civilis, a aposta desta associação p assa por "maior envolvimento da sociedade civil" no debate público sobre os problemas do país, que "não deve estar fechado nos partidos políticos".Este primeiro congresso tem como tema central a "Cidadania activa - um país com futuro" e vai tratar temas relacionados com a globalização, direitos, comunidade, inovação, família ou representação política.As várias sessões do congresso vão decorrer em concelhos do Ribatejo, estando a sessão inicial, com a presença do secretário de Estado Jorge Lacão e que versará sobre "cidadania e poder local", agendada para Vila Nova da Barquinha, no dia 28 de Outubro.No dia 17 de Março decorre a sessão de encerramento do congresso, com a presença do Presidente da República, Cavaco Silva, e uma conferência do juiz-conselheiro Laborinho Lúcio.A associação foi fundada em Fevereiro deste ano e já organizou um Fórum sobre educação, em Maio e Aires Lopes promete manter uma regularidade de evento s para promover debate na opinião pública."A Civilis não tem fins lucrativos e abrange temas como a cidadania, educação e formação, saúde, igualdade, ética, ambiente ou ajuda humanitária", explicou, salientando que esta associação cívica é a primeira do género que quer "abranger de forma transversal" toda a participação dos cidadãos na sociedade.Os ex-presidentes Ramalho Eanes e Jorge Sampaio são já sócios da associação, faltando ainda uma resposta ao convite por parte de Mário Soares, acrescentou Aires Lopes."Queremos juntar todos os quadrantes civis da sociedade para que se unam por causas" e "apresentem propostas concretas", pelo que foram também criados observatórios sobre cada uma das áreas de actuação.O congresso, que conta com o patrocínio da Presidência da República, têm início no final de Outubro e vai estender-se por vários meses, abordando temas diversos, muitos deles ligados ao desenvolvimento e participação cívica."Para lá do reconhecimento formal dos direitos, do exercício destes e d a legitimidade da sua reivindicação, importa fazer apelo a uma 'cidadania activa'", refere a organização do congresso.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo