Sociedade | 09-02-2008 15:49

Câmara de Tomar dá 200 mil euros em subsídios extraordinários

A Câmara de Tomar apoiou o ano passado 22 instituições do concelho, num investimento total de 200 mil euros. Este apoio extra, no caso de algumas associações, escolas e clubes, resulta do uso dos equipamentos desportivos que a autarquia disponibiliza à população do concelho. O contributo das instituições contabiliza mais de 60 mil euros, valor que fica muito aquém dos respectivos custos de manutenção e funcionamento do complexo desportivo Municipal, pavilhão municipal, pavilhão Jácome Ratton, estádio municipal e do campo de futebol 7 da Nabância. A divisão de desporto contabilizou os custos do ano passado com a utilização dos equipamentos por parte das associações e somou 260 mil euros.O Complexo Desportivo Municipal é o que mais custa à autarquia (quase 530 mil euros), mas também o mais requisitado pelas instituições, que pagaram 35.460,40 euros, dos 129.340 euros que custaram à câmara. Uma utilização que corresponde a 93.743 euros de subsídio.O estádio municipal vem a seguir no que diz respeito aos custos suportados pela Câmara. As actividades ali realizadas custaram à autarquia mais de 100 mil euros, dos quais 49.554 euros dizem respeito às escolas e clubes. Às instituições cabe o pagamento do valor de 6.316 euros e o apoio de 43.238 euros. Em 2007 a Câmara gastou quase 130 mil euros com as actividades no pavilhão municipal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo