Sociedade | 26-02-2008 09:25

Ribeiras do Chouto canalizadas para evitar as cheias

Em tempo de chuvas fortes a água saltava do leito das ribeiras no Chouto e os moradores da zona ficavam com as casas inundadas e tinham que se deslocar de barco até junto da igreja. “Não era preciso uma grande enxurrada para a água nos entrar em casa”, recordava domingo Emília Ferreira, uma das pessoas que já viu por diversas vezes a sua casa invadida pelas águas que extravasavam das ribeiras do Chouto e do Anafe, que agora foram canalizadas num troço do seu percurso.Esta primeira fase da obra da rede de drenagem de águas pluviais do Chouto, que custou cerca de 100 mil euros, e foi co-financiada pelo Plano Operacional de Lisboa e Vale do Tejo, teve como objectivo melhorar a segurança de cidadãos e bens no perímetro urbano da aldeia. Para a execução da obra a Câmara Municipal da Chamusca contou com a colaboração da Junta de Freguesia do Chouto e dos proprietários confinantes, que cederam pequenas parcelas de terreno para que o alargamento do canal das ribeiras pudesse ser efectuado.Durante a inauguração, o presidente da Junta de Freguesia do Chouto, João Gabriel Rodrigues, não escondeu a satisfação por finalmente estar a inaugurar uma obra que era de capital importância para a aldeia. “É uma obra por que andamos a lutar há mais de uma dezena de anos, mas finalmente está feita e acredito que por muita enxurrada que por aí venha não seja mais preciso andar de barco até à igreja”.O presidente da Câmara da Chamusca, Sérgio Carrinho afinou por um discurso idêntico, chamando a atenção para os benefícios que esta obra pode trazer para os moradores da zona. “Eu vi muitas vezes os problemas por que passaram, por isso mereciam que a obra fosse feita”, referiu, acrescentando que acredita que em tempo de cheias normais as pessoas podem ficar descansadas. “Mas quando a chuva for em demasia podem haver pequenos problemas, por isso peço às pessoas que aqui moram para manterem as zonas de escoamento sempre limpas, não deixem o lixo e as folhas amontoarem-se”, pediu.Segundo os dois autarcas, fica ainda por executar uma segunda fase, que irá canalizar todo o Vale da Ribeira do Anafe. “Obra que irá ser executada na altura certa, e também para aí precisaremos da boa vontade dos proprietários confinantes para poder ser executada com a mesma colaboração com que fizemos esta primeira fase”, disse Sérgio Carrinho.A Junta de Freguesia do Chouto aproveitou ainda o dia para inaugurar os arranjos e requalificação do espaço exterior do cemitério velho da aldeia. “Foi um investimento de 25 mil euros que deu melhores condições de acesso ao cemitério e deixou esta entrada da aldeia com muito melhor cara”, disse em jeito de justificação João Gabriel Rodrigues.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo