Sociedade | 15-05-2009 16:59

Manifestantes anti-tourada protestam em Lisboa mas não no Ribatejo

Manifestantes anti-tourada protestam em Lisboa mas não no Ribatejo
Pela segunda vez este ano, os aficionados resolveram fazer frente aos manifestantes anti-tourada à entrada do Campo Pequeno em Lisboa. De um lado, cerca de meia centena de defensores dos direitos dos animais, organizados e pertencentes à Associação Animal, exteriorizavam a revolta e o desagrado pela realização de mais uma corrida de touros na praça Lisboeta. Os jovens, praticamente todos na com idades compreendidas entre os 20 e os 30 anos, vestiam uma t-shirt preta que dizia “Sou Português Sou Civilizado”. Empunhando cartazes e com megafone gritavam palavras de ordem como “cobardes”, “vergonha” ou “assassinos” e pediam que as touradas fossem proibidas. Do outro lado da barricada, a poucos metros de distância, decorria o segundo encontro de aficionados, alguns identificados com uma t-shirt onde se podia ler “Sou Português Sou Aficionado” e que podia ser comprada por dois euros. Organizado por várias associações ligadas à festa brava, como resposta ao barulho que vinha dos protestos, promoveram também um espectáculo com cerca de 45 minutos de danças de Sevilhanas. Altura em que houve maior concentração de aficionados no local, que paravam e assistiam ao desempenho das dançarinas. Uma vez que é na área de abrangência do O MIRANTE que vão decorrer em breve várias corridas e iniciativas ligadas ao touro, como Feira da Ascensão na Chamusca, a Feira de Maio na Azambuja ou Colete Encarnado em Vila Franca de Xira, e onde há uma maior concentração de aficionados, questionamos se não estava nos planos da Associação Animal, alargarem o raio de acção a estas zonas. Em resposta ao nosso jornal, garantiram que não têm capacidade logística para irem a todo o lado e porque também já o tentaram fazer mas “tiveram más experiências com vários incidentes”.Foram muitos os Ribatejanos que quiseram marcar presença ontem à noite no Campo Pequeno para assistirem à segunda grande corrida Vidas/Correio da Manhã. A noite acabou fria, não houve problemas a registar e a polícia esteve sempre por perto. Ambas as partes garantiram que marcarão presença em frente ao campo pequeno sempre que houver uma corrida de touros na praça Lisboeta.Reportagem desenvolvida na edição impressa da próxima semana

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo