Sociedade | 21-01-2010 10:09

Feira de São Matias em Abrantes corre o risco de não se realizar

A feira de São Matias, que se realiza há 300 anos em Abrantes, corre o risco de não se vir realizar este ano. O cerca de 80 feirantes inscritos para a iniciativa (venda a retalho e divertimentos) não aceitam as regras impostas pela nova legislação. A presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque (PS) diz que a autarquia está empenhada em manter a feira mas vai ter que cumprir a lei. “A legislação, que foi aprovada no final de 2008, obriga que a atribuição de lugares seja feita por sorteio, o que os feirantes, pelo menos os mais antigos, não querem. Querem que prevaleça o modelo anterior, sem estas especificidades”, sublinhou a O MIRANTE numa conferência de imprensa que teve lugar esta quarta-feira, 20 de Janeiro. Já a adesão dos feirantes que exploram divertimentos a esta feira secular depende do resultado das actuais negociações com o Governo. “Se os feirantes, nomeadamente da venda a retalho” continuarem irredutíveis na sua posição é possível que não tenhamos condições para a realização da feira”, confirma a autarca. Na próxima terça-feira, a câmara reúne com os feirantes de venda a retalho para tentar desbloquear a situação. A feira está prevista para decorrer entre 22 de Fevereiro a 9 de Março no Tecnopólo do Vale do Tejo, em Alferrarede.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo