Sociedade | 26-01-2010 09:26

Advogado que pôs Câmara de Santarém em tribunal ameaça Moita Flores com processo-crime

O advogado que moveu seis acções contra a Câmara de Santarém, a reclamar o pagamento de honorários de processos que acompanhou para o município, ameaça colocar o presidente da autarquia em tribunal por difamação. Segundo confirmou Francisco Moita Flores, o advogado de Santarém ameaçou-o numa carta que lhe enviou que iria avançar com um processo em tribunal. O autarca já disse que não está disponível para responder à missiva de Oliveira Domingos porque tem “uma vida ocupada”. Em causa estão as declarações do presidente da Câmara de Santarém sobre as acções interpostas pelo advogado. Na edição de 7 de Janeiro de O MIRANTE, Moita Flores considerou o assunto “uma coisa tão indigna” da sua sensibilidade que, realçou, não era “capaz de falar sobre isso”. Moita Flores disse ainda que ao longo da vida conheceu centenas de advogados, “alguns com quem aprendi noções de ética e nobreza, mas também alguns que estão dispostos a tudo”. Não querendo fazer mais comentários sobre o assunto, Moita Flores diz apenas que “coisas fúteis e revistas cor-de-rosa são para ler nos consultórios médicos quando se está à espera de consulta”. NOTÍCIA COMPLETA NA EDIÇÃO SEMANAL ESTA QUINTA-FEIRA, 28 DE JANEIRO

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo