Sociedade | 27-01-2010 09:42

Presidente do Cartaxo descontente com o ritmo das obras no tribunal local

O presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas (PS), considera que as obras de remodelação do tribunal da cidade estão a decorrer “com uma demora que não se entende e não tem sido justificada” e decidiu, por essa razão, pedir uma reunião “urgente” ao ministro da Justiça. O autarca vai ainda pedir explicações a Alberto Martins pelo facto de não estar prevista a instalação de novos serviços “que este município merece e necessita”, como é o caso de um Balcão Único de Registos “na sua plenitude e versão moderna”.Paulo Caldas já havia reivindicado antes do início da obra que, “a exemplo do que o ministério assegurou em municípios vizinhos, como Santarém, Rio Maior e Vila Nova da Barquinha, o Tribunal do Cartaxo tem de contar com um Balcão Único/Loja de Registos”. Uma valência que garante serviços como Cartão Único na hora, divórcios com partilha na hora, Registo Comercial e Predial e Automóvel na hora e Empresa na hora.Apesar de se “congratular com o início das obras” em Junho passado, o autarca diz que não podia deixar de continuar a exigir “aquilo que é essencial à organização e modernização administrativa do concelho, assim como, a necessidade de discussão com o dono de obra, para que o que se está ali a fazer possa vir a estar integrado na remodelação do próprio parque central”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo