Sociedade | 14-07-2011 14:07

Judiciária na câmara de Ourém e na casa de ex-presidente David Catarino

Sete inspetores da Polícia Judiciária (PJ) de Leiria fizeram na quarta-feira buscas na Câmara Municipal de Ourém e na residência do ex-presidente da autarquia, David Catarino, por motivos não divulgados.A Câmara Municipal de Ourém confirmou hoje à agência Lusa que os inspetores da PJ se deslocaram na quarta-feira às instalações da autarquia e pediram para ver alguns processos antigos.O executivo recusou prestar esclarecimentos adicionais sobre o assunto.O ex-presidente da Câmara de Ourém, David Catarino, também confirmou à agência Lusa que os inspetores da PJ estiveram em sua casa, recusando-se a prestar mais declarações, por o processo se encontrar “em segredo de justiça”.A 10 março de 2010, a PJ deslocou-se à Câmara de Ourém e consultou dois processos de obras relacionados com atividade comercial em Fátima.Num curto comunicado lido então aos jornalistas, o vice-presidente José Manuel Alho, eleito pelo PS, confirmou a presença dos inspetores.“Foi-nos solicitado o acesso a dois processos relacionados com atividade comercial, concretamente em Fátima, processos esses que decorreram no mandato do anterior executivo [de maioria PSD]”, declarou, adiantando que o esclarecimento da autarquia se deveu ao levantamento de diversas questões por parte da comunicação social.O autarca referiu que a declaração surgia do “compromisso entre o dever de informar e a reserva imposta pelo segredo de justiça”, esclarecendo que o município estava a prestar “todas as informações que foram solicitadas”, mantendo-se disponível “para a colaboração necessária”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo