Sociedade | 01-03-2012 16:12

Câmara de Salvaterra de Magos investigada pela Polícia Judiciária

Câmara de Salvaterra de Magos investigada pela Polícia Judiciária
A Polícia Judiciária (PJ) tem estado na Câmara de Salvaterra de Magos a ouvir funcionários e autarcas, deste e do anterior mandato, no âmbito de uma investigação referente à pavimentação de uma rua em Glória do Ribatejo cuja obra foi terminada antes das eleições autárquicas de 2009. O problema é que o concurso para essa mesma obra só foi lançado cerca de seis meses depois da conclusão da obra. A investigação decorre desde o início de Janeiro deste ano.A investigação da PJ surge no seguimento de uma inspecção da IGAL (Inspecção-Geral das Autarquias Locais) realizada no início de 2011. Já nessa altura (ver edição O MIRANTE 10.Março.2011) o vereador Hélder Esménio (PS) afirmava que, ao contrário do que a presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, Ana Cristina Ribeiro (BE), informava, a inspecção feita à autarquia pela IGAL “não é de mera rotina”. Ana Cristina Ribeiro insistiu, na altura, que a inspecção da IGAL que decorreu entre 10 de Janeiro e 28 de Fevereiro de 2011 foi de “mera rotina”.Contactado por O MIRANTE, Hélder Esménio confirma que prestou declarações à PJ, como testemunha no processo mas está impedido “legalmente” de falar uma vez que o processo ainda se encontra em investigação. Em causa podem estar também a falta de um regimento que regula o funcionamento da câmara municipal e os atrasos na aprovação das actas que já vai com cerca de seis meses. Uma situação para a qual os vereadores socialistas alertaram várias vezes em sessão camarária.* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo