Sociedade | 15-03-2012 10:08

Ministério Público de Almeirim deixa prescrever queixa de inspector de automóveis injuriado

O Ministério Público de Almeirim deixou prescrever uma queixa de injúrias de um inspector técnico de veículos da cidade que foi agredido no local de trabalho por um condutor, que não aceitou bem o facto de o seu carro ter sido reprovado na inspecção automóvel. O caso remonta a Julho de 2009. Tiago Raposeira tinha-se queixado também de injúrias por parte do agressor, mas o Ministério Público demorou mais de dois anos a constituir o homem como arguido.O Tribunal de Almeirim que agora recebeu a acusação do Ministério Público considerou prescrito o procedimento criminal quanto às injúrias, referindo que os factos remontam a 9 de Julho de 2009 e que o condutor apenas foi constituído arguido em 21 de Setembro de 2011.NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL DESTA QUINTA-FEIRA

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo