Sociedade | 21-03-2012 13:45

Bispo de Santarém diz que abortos e divórcios resultam em decadência da civilização

Bispo de Santarém diz que abortos e divórcios resultam em decadência da civilização
O bispo de Santarém, D. Manuel Pelino Domingues, considera que apontar “os divórcios, os abortos, as uniões de pessoas do mesmo sexo como caminhos de progresso e de liberdade” são “graves mentiras culturais”, contrapondo que “os frutos que vemos destas propostas são, pelo contrário, sinais de decadência da civilização”. Mais: “É a emergência de uma cultura sem horizonte nem futuro, sem descendentes nem herança espiritual”.Na homilia proferida na Sé Catedral de Santarém no dia de S. José, patrono da cidade, D. Manuel Pelino foi bastante crítico relativamente ao tempos que se vivem e revelou-se apreensivo devido à queda da natalidade que se tem vindo a registar no nosso país. “Atravessamos uma situação trágica quanto à descendência e à herança espiritual e moral. Vivemos uma crise de demografia, de casamentos, de fidelidade, de perspectiva de futuro”, disse o prelado perante um templo repleto de fiéis, acrescentando que “é a emergência de uma cultura sem horizonte nem futuro, sem descendentes nem herança espiritual”.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo