Sociedade | 04-05-2012 08:38

Contas do Centro de Integração e Reabilitação de Tomar revelam buraco de 207 mil euros

A actual direcção do Centro de Integração e Reabilitação de Tomar, liderada desde Dezembro por Maria Fernanda Marçal, veio a público dar conta da assembleia geral para aprovação das contas de 2011, realizada a 20 de Abril, e que apontam para um resultado negativo de 207 mil euros, resultantes da direcção de António Cruz, que apresentou demissão de sócio antes de uma assembleia-geral que visava a sua destituição. “Já se esperava que os resultados fossem menos bom que o habitual. O que não se esperava é que fossem tão maus. Quando se atinge um resultado negativo de duzentos e sete mil euros, é assustador, tratando-se de uma instituição que como o CIRE, vive de apoios estatais e sem outros recursos”, refere a direcção em comunicado.Como acontece anualmente, a instituição participa em mais uma edição do Congresso da Sopa, no sábado 5 de Maio, cujas receitas este ano convergem na totalidade para a instituição por decisão camarária. Em 2011, apesar do congresso não ter dado lucro, a autarquia deliberou que seria entregue à instituição um donativo pela sua participação mas, segundo apurámos, tal ainda não se concretizou.* NotÍcia desenvolvida na epróxima dição semanal

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo