Sociedade | 11-05-2012 08:01

Jovem acusado de matar por dívida de 40 euros sai em liberdade

Vasco Rafael, de 21 anos, que estava acusado de ter matado António Afonso, de 27 anos, quando lhe desferiu várias bofetadas e pontapés por causa de uma dívida de 40 euros, vai sair em liberdade do Estabelecimento Prisonal do Montijo onde se encontrava em prisão preventiva há cerca de um ano. O colectivo de juízes do Tribunal Judicial de Benavente decidiu alterar quinta-feira, 10 de Maio, a qualificação jurídica dos factos de homicídio para o crime de ofensas à integridade física, agravado pela morte da vítima.Para esta mudança contribuiu o testemunho de um perito do Instituto de Medicina Legal que realizou a autópsia. Não foi encontrada qualquer relação de causa e efeito entre a agressão de Vasco e a morte de António Afonso. Recorde-se que na primeira audiência de julgamento, realizada no dia 12 de Abril, várias testemunhas revelaram em tribunal que a vítima era toxicodependente e que não reagiu a qualquer das agressões de Vasco. O caso remonta ao dia 7 de Abril de 2011 quando Vasco Rafael agrediu ao murro e pontapé António Afonso, à porta de um café em Samora Correia por causa de uma dívida de 40 euros. A vítima acabaria por ser transportada para o Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde viria a morrer no dia seguinte.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo