Sociedade | 03-01-2013 07:59

Demoliram o quartel dos bombeiros e agora não há dinheiro para remover o entulho

O antigo quartel dos Bombeiros Voluntários de Samora Correia foi demolido porque estava a ser alvo de vandalismo e a servir de abrigo para toxicodependentes. Mas agora o entulho acumula-se no terreno porque não há dinheiro para o remover. A Câmara de Benavente tinha avançado com um apoio à corporação de dois mil euros para esta proceder à demolição do edifício, mas a verba não dá para remover os detritos e a corporação assume que está à procura de uma solução para o problema enquanto o lixo se acumula a céu aberto.As instalações, na Rua Egas Moniz, foram derrubadas depois de um apelo lançado pela associação de pais do Agrupamento de Escolas de Samora Correia preocupada com o vandalismo e a presença de toxicodependentes no local depois de os bombeiros se terem mudado para o novo quartel em Março. A preocupação dos pais estava no facto de as instalações estarem a poucos metros de várias escolas e de começarem a ser vistos no local também alunos.O presidente dos bombeiros, José Ferro, garante que de momento não tem dinheiro para limpar o espaço e que já teve uma proposta de uma empresa que se disponibilizou a ficar com o entulho, mas só o transporte do material fica em perto de 10 mil euros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo