Sociedade | 17-01-2013 16:15

Médio Tejo promove transportes públicos à medida dos utentes no concelho de Mação

Um projecto-piloto de transportes públicos "à medida e a pedido" dos utentes vai ser iniciado na segunda-feira, 21 de Janeiro, em Mação, numa iniciativa que a câmara vai testar para depois ser estendida a toda a região do Médio Tejo.O ‘Transporte a Pedido no Médio Tejo', iniciativa daquela Comunidade Intermunicipal (CIMT), visa aumentar a cobertura da rede de transportes colectivos existente, proporcionando uma oferta em áreas ou períodos do dia ou ano onde esta oferta não existe ou é deficitária, explicou à agência Lusa fonte ligada ao processo.À semelhança do transporte colectivo regular, o ‘Transporte a Pedido' tem circuitos, paragens e horários definidos. No entanto, os serviços de transporte a pedido distinguem-se do transporte regular, porque o cliente é que desencadeia a viagem, através do seu pedido para uma central de reservas.Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Câmara de Mação (PSD), Vasco Estrela, explicou que as viaturas, para já distribuídas por cinco circuitos, só efectuam os percursos se o serviço tiver sido solicitado antecipadamente pelos utentes, parando apenas nos locais onde existam reservas.A experiência piloto, com a duração de seis meses, contempla a realização de cinco circuitos de ligação à vila de Mação, com possibilidade de ligação à rede regular nas ligações à cidade de Abrantes, abrangendo as freguesias de Aboboreira, Amêndoa, Cardigos, Mação e Penhascoso.Este modelo, que terá uma central de reservas, funcionará em paralelo com a rede de transportes públicos regular, acrescentou o autarca.Trata-se de um "projecto-piloto para seis meses e que acreditamos ser muito interessante, essencialmente para territórios de baixa densidade populacional e com défice de cobertura de transportes públicos", observou Vasco Estrela.O serviço intermunicipal de transportes públicos prevê a ligação entre os três hospitais do Centro Hospitalar do Médio Tejo - Tomar, Torres Novas e Abrantes - e os centros de saúde, à estação do Entroncamento e, entre as sedes dos 11 municípios, do Médio Tejo, composto pelos concelhos de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.Com esta acção, a CIMT e os municípios do Médio Tejo pretendem arranjar soluções de transporte flexíveis, que respondam de forma mais adequada às necessidades das populações e com menores custos.Com um investimento total e elegível previsto de 660 mil euros, o projecto é co-financiado pelo Programa Operacional Temático Valorização do Território (POVT), no montante de 460 mil euros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo