Sociedade | 18-01-2013 00:07

Há mais de 30 anos que Cáritas de Samora Correia ajuda quem mais precisa

Maria Idalina Passarinho, 75 anos, Angélica Marujo, 60, Maria Joana, 67, são três das voluntárias da Cáritas de Samora Correia, uma entidade ligada à igreja católica e que desenvolve trabalho há mais de 30 anos. É numa pequena sala, mesmo ao lado da igreja, que vão guardando roupa e mobília para doarem a quem mais precisa. Também dispõe de outro espaço onde reservam alguns bens alimentares. Todo o trabalho é desenvolvido por voluntárias que se organizam durante a semana para terem as portas abertas. Perto de 200 famílias são apoiadas mensalmente pelo grupo. O dinheiro que conseguem obter de algumas esmolas ou da venda de algumas peças em melhor estado é quase todo canalizado para ajudar nas contas da farmácia, especialmente dos mais idosos. "Sei que temos muitas famílias que já só vivem da pedincha, mas o nosso lema é ajudar sempre até porque existem crianças pelo meio", explica Angélica Marujo. Não pedem mais do que o Bilhete de Identidade (BI). "Temos um ligeiro aumento dos pedidos devido à situação que estamos a viver, mas a grande maioria das famílias que apoiamos já vem de trás", refere Maria Joana.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo