Sociedade | 19-01-2013 03:58

Aprovados 21 projectos para criação de emprego em Abrantes, Constância e Sardoal

A Tagus - Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior anunciou a aprovação de 21 novos projectos no âmbito da diversificação da actividade económica e criação de emprego e conservação e valorização do património rural.A implementar nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal e representando a criação de 27 postos de trabalho, os novos projectos apoiados pela Abordagem Leader, do Programa Nacional de Desenvolvimento Rural (ProDeR), representam um investimento global de 2,3 milhões de euros, dos quais 1,4 milhões constituem a comparticipação deste programa.Pedro Saraiva, técnico coordenador da associação com sede em Abrantes, disse à agência Lusa que o maior investimento dos 21 projectos aprovados, de um total de 43 candidaturas, regista-se na criação e desenvolvimento de microempresas, com 14 projectos e um investimento de 1,2 milhões de euros."A grande fatia do investimento vai para a modernização ou criação de novas microempresas e vai ser levada a efeito no concelho de Abrantes, com a implementação de cerca de 80 por cento dos projectos. Os restantes 20 por cento são distribuídos por Sardoal e Constância", disse Pedro Saraiva.O responsável realçou o facto da associação que coordena ter conseguido uma taxa de aprovação média de projectos na ordem dos 80 por cento, acrescentando que nos últimos quatro anos conseguiu "comprometer" 5 milhões de euros em investimento nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal."Um investimento público que vai alavancar muitos milhões de euros de investimento privado, a par da criação de emprego para a região, à razão de cerca de 60 mil euros por posto de trabalho criado", notou.Além da criação e desenvolvimento de 14 microempresas, Pedro Saraiva disse que foram aprovados dois pedidos para o desenvolvimento de actividades turísticas e de lazer, com um investimento da ordem dos 590 mil euros, e outros dois projectos para a diversificação de actividades na exploração agrícola, com um investimento global de 320 mil euros.Na área dos investimentos públicos, promoção da qualidade de vida das populações e valorização do património rural registou-se a aprovação de três projectos com um valor global de investimento de 250 mil euros comparticipados em 60 por cento pelo ProDeR.Aquele responsável da Tagus revelou ainda que recebeu 17 candidaturas inseridas na medida "Serviços básicos para a população rural", cuja decisão final deve ser conhecida no início de Fevereiro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo