Sociedade | 20-01-2013 01:22

Temporal causa estragos no Santuário de Fátima

O mau tempo impediu acessos ao Santuário de Fátima, destruiu parcialmente a escultura do pórtico de entrada, levantou telhados e derrubou muros e dezenas de árvores, informou este sábado, 19 de Janeiro, a instituição."Todas as árvores defronte do edifício da Reitoria, no interior do Recinto do Santuário, foram arrancadas pelo vento", mas "a centenária azinheira junto da Capelinha das Aparições não sofreu qualquer dano", assinalou a instituição em comunicado.Sem vítimas a assinalar, "os prejuízos foram sobretudo de ordem florestal, pelo desaparecimento de árvores de grande porte, e material com telhados e muros destruídos e infraestruturas danificadas ou inutilizadas", pode ler-se na nota divulgada pelo Santuário.Os estragos registaram-se em todo o perímetro do Santuário de Fátima, nomeadamente na zona envolvente às Basílicas de Nossa Senhora do Rosário e da Santíssima Trindade - registando-se impedimentos de acesso à zona da Reconciliação, entretanto desobstruídos -, danos na escultura do pórtico de entrada "Venite Adoremus Dominum" (Vinde Adoremos o Senhor).Também nos diversos parques do Santuário, em especial junto ao Centro Pastoral de Paulo VI, os ventos fortes e as chuvas intensas provocaram a queda de árvores.A administração do Santuário de Fátima "accionou de imediato mecanismos em ordem à limpeza e desobstrução dos locais que maiores implicações têm no desenvolvimento das actividades normais do Santuário", sublinha-se no comunicado."Lamentavelmente, a reposição do coberto florestal, tratando-se da perda de árvores de grande porte, demorará anos a refazer-se", refere a mesma nota, na qual se frisa ainda que os trabalhos têm decorrido durante todo o dia e vão prolongar-se por várias semanas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo