Sociedade | 20-10-2013 00:35

Câmara de Abrantes contesta acção de 6,5 milhões € movida por construtor falido

Está a decorrer no Tribunal Fiscal e Administrativo de Leiria uma acção administrativa na qual é ré a Câmara de Abrantes e que poderá vir a implicar o pagamento pela autarquia de 6 milhões 693 mil e 719, 68 euros à empresa de Construções Jorge Ferreira. A acção, que pode ser enquadrada no âmbito de um pedido de indemnização por danos morais, foi liderada por Jorge Ferreira Dias, dono dessa empresa, que prometeu não cortar as suas longas barbas enquanto os negócios não se endireitassem.Jorge Dias imputa responsabilidades da sua ruína à Câmara de Abrantes devido a várias questões. Uma delas, refere, deve-se ao facto da autarquia lhe ter movido um processo judicial, em Novembro de 2002, por questões relacionadas com uma parcela de terreno na Encosta Norte da cidade. Outra tem a ver com com o aborto do projecto "Ofélia Clube", uma Unidade de Saúde e Bem-Estar/Complexo Médico-Social, prevista para Abrantes, tendo-lhe sido prometido um negócio de 2,5 milhões de euros com a venda dos seus terrenos para a instalação do complexo. A operação de loteamento foi autorizada pelo município mas a obra, que estava prevista arrancar em Novembro de 2008, não saiu do papel. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo