Sociedade | 22-11-2013 00:38

Projecto de reflorestação para a estrada da Tapada após polémico corte de árvores

Mais de dois anos depois do polémico abate de árvores na estrada da Tapada, a Câmara de Almeirim pretende encomendar um projecto de reflorestação das bermas. Neste momento está a ser limpa a vegetação. Quando o trabalho estiver concluído vai fazer-se o levantamento topográfico da zona pelos serviços municipais, que será entregue ao gabinete de arquitectura a quem for adjudicado o projecto. Segundo o presidente da câmara a limpeza no local além de melhorar o aspecto nesta zona da Estrada Nacional 114 é essencial para que os topógrafos possam trabalhar. Pedro Ribeiro diz a O MIRANTE que o projecto deverá abranger o troço entre a ponte da vala e a casa da guarda, desconhecendo se mais árvores serão abatidas. "Na altura da elaboração do projecto serão os especialistas a verificar quais as que têm condições para se manterem", salienta. A ideia é criar um "corredor" de árvores com as espécies mais indicadas para o local para que a estrada "possa ter a monumentalidade que já teve", salienta Pedro Ribeiro que era vice-presidente quando em Abril de 2011 mandou cortar duas centenas de árvores. Em causa estavam razões de segurança uma vez que, justificou na altura, havia o risco de caírem sobre os carros. Apesar disso a medida foi contestada pela CDU e pela Associação do Património de SantarémUm procurador do Ministério Público de Santarém que reside no concelho e que passa habitualmente na estrada pediu explicações à câmara e chegou a mandar a Autoridade Florestal Nacional verificar a situação. * Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo