Sociedade | 25-11-2013 16:16

GNR investiga abate de mais de cem sobreiros numa quinta em Tomar

Mais de uma dezena de hectares de sobreiros foram abatidos na passada semana, numa quinta na freguesia de Beselga, em Tomar, o que para a associação Ambientalista Quercus se traduz numa “clara violação da legislação”. Contactado por O MIRANTE o SEPNA - Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente - da GNR de Tomar confirma o abate de sobreiros na Quinta de Cima, Beselga, e que tal intervenção já havia sido fiscalizada pelo SEPNA da GNR de Tomar na tarde de 21 de Novembro, ou seja, antes da denúncia pública da Quercus. "Aguarda-se pelos documentos dos proprietários das árvores intervencionadas e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, afim de aferir se houve efectivamente ou não alguma ilegalidade relativamente a esta matéria", revela a mesma fonte do SEPNA.De acordo com o comunicado da Quercus, emitido na sexta-feira, 22 de Novembro, após terem recebido uma denúncia, elementos desta associação deslocaram-se ao local para confirmar o abate de sobreiros. Verificaram ainda o corte e arranque de mais de uma centena de sobreiros verdes adultos em povoamento, mas também de azinheiras e carvalhos-portugueses num sobreiral que consideram "muito importante em termos ecológicos, dada a diversidade de espécies da flora e fauna presentes" e por estar entre um eucaliptal e áreas agrícolas e constituir a maior mancha de sobreiros existente no concelho de Tomar. A Quercus remeteu a denúncia para o SOS Ambiente e Território, solicitando a intervenção e esclarecimentos ao Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente da GNR e ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo