Sociedade | 05-12-2013 00:01

Militares da GNR de Salvaterra vão continuar a trabalhar e viver em condições miseráveis

Militares da GNR de Salvaterra vão continuar a trabalhar e viver em condições miseráveis
Não vai ser tão depressa que a GNR de Salvaterra de Magos vai sair das deploráveis instalações em que se encontra. As promessas de ser resolvido rapidamente o problema, após O MIRANTE ter denunciado a situação há um ano, caíram em saco roto. O comando de Santarém da Guarda diz que a situação está em estudo. Mas o certo é que não há dinheiro para fazer as obras na antiga escola primária da vila para onde estava prevista a transferência do posto. E mesmo as melhorias conseguidas no alojamento dos militares, com a disponibilização de um espaço da autarquia para estes pernoitarem, está em vias de acabar. Porque o presidente do município, Hélder Esménio (PS), quer instalar uma médica na residência da câmara onde estão alojados os militares.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo