Sociedade | 30-12-2013 18:12

Sistema inovador para eliminar algas na ETAR que serve Almeirim e Alpiarça

Um sistema inovador de eliminação de algas está a ser testado pela empresa intermunicipal Águas do Ribatejo na estação de tratamento de águas residuais (ETAR) que serve Almeirim e Alpiarça. A empresa pública de gestão de água e saneamento diz que os resultados são um sucesso e que este equipamento pode vir a ser utilizado noutras estações com lagoas. Segundo a Águas do Ribatejo, “uma unidade de ultrassons instalada na lagoa da ETAR envia sinais de diversas frequências muito específicas para a estrutura molecular das algas. Estas frequências foram determinadas com base em estudos e investigações ao longo de vários anos e comprovaram ser as mais eficazes para controlar as algas verdes mas também as algas azuis (cianobactérias)”. As frequências de som do aparelho inibem o crescimento das algas, “permitindo impedir o desenvolvimento da espécie que prejudica o processo de tratamento das águas residuais em curso nas lagoas”, refere a empresa. A ETAR Almeirim /Alpiarça está instalada no Paul da Gouxa, concelho de Alpiarça, numa zona de protecção especial devido à sua biodiversidade. É formada por lagoas gigantes a céu aberto numa área de 18 hectares. A estação foi requalificada em 2011.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo