Sociedade | 25-11-2015 13:11

Escola Superior de Educação de Torres Novas fecha por falta de alunos

A Escola Superior de Educação de Torres Novas encontra-se em processo voluntário de encerramento devido à falta de alunos que tornou a sua exploração deficitária há já vários anos. A Diocese de Santarém, proprietária do estabelecimento de ensino, comunicou a sua decisão ao Ministério da Educação e Ciência e o aviso foi publicado em Diário da República em 18 de Junho de 2015. Este ano já não houve matrículas de novos alunos. A escola é actualmente frequentada por 15 alunos.O padre Aníbal Vieira, vigário geral da Diocese de Santarém, diz a O MIRANTE que a manutenção da escola era insustentável devido ao acentuado decréscimo de alunos verificado nos últimos anos, agravado pela concorrência de escolas públicas com as mesmas características em Santarém e em Leiria, com valores de propinas muito mais baixos.Actualmente nas instalações da Escola Superior de Educação de Torres Novas, na Quinta de Santo António, já funciona o Liceu Técnico dos Navegantes, ligado ao Colégio dos Navegantes, com ensino de cariz vocacional.A Escola Superior de Educação de Torres Novas, considerada estabelecimento de ensino superior politécnico não integrado, foi criada em 1988 e está vocacionada para a formação de professores. Chegou a ter 250 alunos inscritos por ano. A instituição substituiu a Escola do Magistério Primário de Torres Novas criada em 1962.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo