Sociedade | 13-03-2016 14:15

Raios laser perturbam aterragem e descolagem de helicóptero em Abrantes

Piloto denunciou a situação no Facebook e vai participá-la às autoridades.

Um helicóptero Kamov, da empresa Everjets, foi atingido por raios laser durante as fases de aterragem e descolagem do Hospital de Abrantes, na noite de sexta-feira, 11 de Março. A situação perturbou as manobras e foi relatada pelo próprio piloto, João Silva dos Santos, na sua página na rede social Facebook.“As brincadeiras sejam elas quais forem têm de ter peso e medida e brincar com a vida dos outros é grave, sendo mesmo um caso de polícia. Hoje durante a fase de aterragem e descolagem do Hospital de Abrantes fomos atingidos por um laser verde disparado algures da margem sul do rio Tejo. Não teve consequências porque a co-piloto apercebeu-se e como a ‘pessoa’ em questão demorou a acertar no helicóptero permitiu que protegêssemos os olhos. Vou reportar a quem de direito tal situação mas se não houver mão dura quando estas ‘pessoas’ forem apanhadas um dia pode haver uma tragédia”, descreveu o comandante.Já nos comentários à publicação, João Silva dos Santos afirma que o raio laser “veio de uma zona de moradias na zona de Rossio ao Sul do Tejo”. Acrescenta que “a certa altura o cockpit ficou verde tal a potência do laser” e que “em ambiente nocturno voamos com o cockpit escurecido e até parecia dia”. Conclui dizendo que “a sorte foi ele não ter conseguido acertar à primeira de frente acertando apenas na volta para a final”.O uso de canetas de raio laser para cegar pilotos de avião tem sido objecto de notícia em várias partes do mundo, Esses aparelhos são potentes e conseguem alcançar a cabine de um avião a 400 metros de altura. No OLX encontram-se ponteiros laser profissional que alcançam uma distância de 8 quilómetros.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo