Sociedade | 30-06-2016 11:37

Guerra aos pombos em Vila Franca de Xira

O município de Vila Franca de Xira avançou em Junho com um programa experimental que visa controlar a população de pombos nas áreas urbanas e dessa maneira minimizar os problemas e prejuízos causados por estes animais.
A iniciativa vai ao encontro das “inúmeras queixas” que o município vilafranquense diz ter recebido da parte de moradores e comerciantes.

A iniciativa contempla um conjunto de acções destinadas a controlar e minimizar a propagação dos pombos, aves que causam prejuízos no ambiente e património das cidades e que representam também riscos para a saúde pública, segundo Maria de Fátima Antunes (PS), vereadora com o pelouro do serviço médico-veterinário municipal.


Entre as medidas está o uso de gaiolas de captura, com comida e água, que depois servirão para transportar os pombos para áreas rurais, longe das cidades. Uma das gaiolas está instalada no telhado do Museu Municipal de Vila Franca de Xira e foi alvo de críticas, na última semana, por parte de alguns moradores, por alguns animais aparentarem estar vários dias mortos no seu interior.


Maria de Fátima Antunes afiança que isso não corresponde à verdade. “A captura é feita seguindo recomendações da Direcção Geral de Alimentação e Veterinária, tendo em conta as boas práticas na área. Para tudo há que ter bom senso. Se os animais têm direitos as pessoas também têm direitos que devem ser observados em primeiro lugar. Cumprimos com todas as determinações legais”, garante.



Além da captura o município vai avançar também com a sensibilização da população para que não alimente os pombos. Vão ser impressos folhetos informativos à população a alertar para estas questões de saúde pública e vai também ser colocada informação adicional sobre o problema no site da câmara. Os donos de casas devolutas que servem como ninhos destes animais estão também a ser notificados pelo município para proceder à completa selagem dos edifícios.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo